É realmente seguro usar o PIX para paquerar? Especialistas estão preocupados

Saiba mais sobre os cuidados necessários e por qual motivo essa prática deve ser evitada.

0

Desvirtuando a forma que o Pix deveria ser usado, usuários estão utilizando as transferências e pagamentos instantâneos como se fosse uma plataforma para troca de mensagens e relacionamento.

Por meio de uma transferência com valor de alguns centavos, os usuários usam a chave de identificação da transação para trocarem mensagens entre si.

É provável que você também goste:

Plataforma de afiliados Hotmart passa a receber pagamentos via PIX

É possível usar o PIX para realizar pagamentos de contas como a de luz?

Aproveite: Banco Inter oferece cashback turbinado pelo Pix

Existem diversos grupos nas redes sociais e alguns influenciadores digitais que divulgam sem medo suas chaves enquanto pedem depósito de um certo valor. Muitos usuários já comentaram sobre terem enviado alguns depósitos com um baixo valor a fim de paquerarem através do Pix, aproveitando-se do espaço de identificação para deixar uma mensagem.

No entanto, alguns especialistas estão alertando que existem diversos riscos nesses compartilhamentos em redes sociais, como invasão de contas, fraudes, acesso a dados privados e até mesmo assédio.

Riscos e fraudes que os usuários estão expostos ao usar o Pix para paquerar

Mesmo que pareça não precisar de nenhuma preocupação, o uso do Pix como uma forma de paquera deixou especialistas apreensivos.

A primeira preocupação é por conta da sobrecarga que o sistema pode ter devido a diversas transferências de valores pequenos ao usar o Pix para paquerar.

A segunda preocupação é por haver chances de um vazamento dos dados pessoais desses usuários que compartilham informações mais confidenciais na internet, seja o seu número de telefone celular, seu CPF ou e-mail.

Banco Central estuda bloqueio de recursos considerados suspeitos

O Banco Central iniciou um estudo para criar um mecanismo que torne maior a segurança de seus usuários. Uma dessas criações seria dar permissão para que o banco ou fintech faça a devolução de recursos recebidos em suspeita de fraude ou falha operacional. Sendo assim, é possível que esta ferramenta já esteja disponível no Pix esse ano.

A fim de saber mais novidades sobre as próximas atualizações do Pix?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Tatiane Silva / Shutterstock.com

Comentários
Carregando...