Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Vai fazer um empréstimo? Saiba o que é CET e analise antes de decidir

0

Muitas vezes, a necessidade de dinheiro faz com que as pessoas solicitem crédito às cegas, sem avaliar todos os fatores, custos, juros e condições de pagamento envolvidas. Dentre os vários aspectos a serem analisados podemos destacar o CET. A seguir, saiba o que é e como ele interfere no seu empréstimo.

É provável que você também goste:

Opção de empréstimo pessoal do Nubank está disponível para mais usuários.

Não caia nessa: Bancos fazem empréstimos em venda casada com seguro de vida.

O que é CET – Custo Efetivo Total

O Custo Efetivo Total (CET) como o próprio nome sugere, é um somatório de todas as despesas e juros cobrados em um empréstimo, e obrigatoriamente deve ser informado ao cliente. A análise do CET pelo contratante permite que este conheça todos os encargos envolvidos na transação, o que costuma pesar no momento da escolha pela melhor modalidade de crédito do mercado.

Como saber o Custo Efetivo Total

Obrigatoriamente, todas as financeiras devem deixar o CET disponível para seus clientes. Ademais, e inclusive, devem deixá-lo exposto quando forem realizadas divulgações publicitárias do serviço. Além disso, ao assinar o contrato de um empréstimo, o cliente declara estar ciente do Custo Efetivo Total. Portanto, tome muito cuidado antes de formalizar a operação, e questione sempre à empresa sobre o CET – afinal, a tendência dos ofertantes é sempre omiti-la, para que o cliente não tenha a real noção de quanto pagará de juros.

Como analisar o Custo Efetivo Total

O Custo Efetivo Total é um dado extremamente importante para analisar a viabilidade de um financiamento – afinal, é ele quem lhe dirá quanto de juros e encargos estará sendo pago. Portanto, a melhor forma de analisá-lo é através de planilhas, as quais devem ser disponibilizadas pela financeira. É possível avaliar os juros mensais, anuais, tarifas cobradas pelo serviço, encargos fiscais e tributações, e muito mais. Por fim, busque tomar conhecimento de todos os detalhes de um financiamento antes de assinar o contrato, e não hesite em solicitar o CET e outras informações ao agente financeiro responsável pela operação.

Enfim, gostou do artigo?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Acompanhe nossos artigos sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Comentários
Carregando...