Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Estudo prevê que Pix superará cartão de crédito no comércio online até 2027

Um estudo prevê que o Pix deve ultrapassar o cartão de crédito no comércio online até 2027. Entenda as mudanças!

As modalidades de pagamentos no Brasil estão passando por uma transformação significativa. De acordo com o estudo Global Payments Report 2024, realizado pela Worldpay, o Pix, método de pagamento instantâneo brasileiro, está ganhando popularidade e poderá superar o cartão de crédito como a principal forma de pagamento em transações de e-commerce até 2027.

Dessa forma, saiba mais informações sobre como esta tendência reflete as preferências dos consumidores e a evolução tecnológica. Continue a leitura!

Qual a atual situação do Pix no mercado brasileiro?

Mão segurando um celular que mostra logo do Pix. Ao fundo, um notebook ligado sobre uma mesa.
Imagem: Marciobnws / shutterstock.com

O Pix rapidamente se tornou a forma mais popular de pagamento em termos de número de transações no Brasil. Atualmente, ele representa 30% do total transacionado em comércio eletrônico, frente a 40% do cartão de crédito. Essa tendência indica uma possível mudança na liderança dos métodos de pagamento nos próximos anos.

Impulsionado pelo baixo custo de aceitação e pela liquidação instantânea de pagamentos, o Pix tem contribuído para o aumento do fluxo de caixa dos vendedores e estimulado o crescimento das transações online. Em 2023, os pagamentos online cresceram 49%, com previsões de mais crescimento.

Ademais, o estudo prevê que o Pix alcançará 50% de participação no mercado de e-commerce até 2027, com um crescimento anual de 27% entre 2023 e 2027. Esse aumento é impulsionado principalmente pelas transações de pessoa para empresa, que já representavam 34% de todas as transações Pix em setembro de 2023.

Implicações para o comércio físico e digital

No comércio físico, o cartão de crédito ainda mantém a liderança com 36% do volume total de pagamentos. Na sequência, aparecem o dinheiro em espécie e o cartão de débito. No entanto, com a projeção de aumento do uso de carteiras digitais, influenciada pelo Pix, espera-se que essa modalidade atinja 41% em 2027, ultrapassando o cartão de crédito.

Veja também:

Imposto de Renda 2024: prazo para declarar acaba em 7 dias

Por fim, ao analisar o cenário global, o Brasil se destaca como o 10º maior mercado de e-commerce, com projeções de crescimento significativo tanto para o comércio digital quanto físico nos próximos anos.

Imagem: Marciobnws / shutterstock.com