Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Extra Hiper: diversas lojas fazem liquidação antes de fechar as portas, entenda

0

O grupo Pão de Açúcar anunciou em outubro a venda da marca Extra Hiper para a para a Sendas Distribuidora, responsável pela rede Assaí Atacadista, no entanto antes do fechamento o Extra está realizando uma queima de estoque dos produtos em várias cidades do Brasil. 

É provável que você goste também:

Trabalhador terá direito a sacar dinheiro extra na Caixa. Veja se você tem direito

Vale-alimentação terá novas regras; veja o que muda para o trabalhador

Revisão do FGTS pode liberar R$ 300 bilhões aos trabalhadores

Caixa Tem: cartão de crédito dá até 40 dias sem juros para pagar compras

Ao todo, serão afetadas 103 unidades, destas 71 espalhadas por todo o país, serão repassadas à nova administradora. Entretanto, o Grupo Pão de Açúcar anunciou que 28 dos espaços utilizados anteriormente pelo hipermercado Extra serão transformados em bandeiras Pão de Açúcar e Mercado Extra, e somente quatro serão definitivamente desativadas.

O grupo Açaí ressalta que com a compra, o número de funcionários irá aumentar. “Pelo perfil da operação, uma loja Assaí gera até o dobro de empregos do que um Extra Hiper – portanto, o movimento de conversão gerará ainda novos postos de trabalho nas cidades contempladas – serão aproximadamente 20 mil novos empregos. A expectativa de aproveitamento interno do quadro de colaboradores, que terão prioridade na seleção de vagas para as futuras lojas Assaí”, informou em nota.

A negociação está estimada em cerca de R$ 5 bilhões. Destes, R$ 4 bilhões serão pagos pela Sendas Distribuidora em seis parcelas até 2024, e R$ 1,2 bilhão será destinado via fundo imobiliário.

O fim dos hipermercados

Essa não é a primeira rede de hipermercados a recuar. A loja do hipermercado Carrefour do Shopping Iguatemi de Campinas – cidade de 1,2 milhão de habitantes do interior de São Paulo – diminuiu gradativamente nos últimos anos.

De forma geral, os hipermercados vêm sumindo dos grandes centros. Olegário Araújo, consultor da Inteligência 360, vê o movimento com clareza. “Nos grandes centros, os hípers não têm mais relevância.” 

Especialistas entendem que consumidores estão em busca de benefícios, que são encontrados em atacarejos, que em geral, tem valores mais atrativos.

“Os preços nos atacarejos são de 10% a 15% menores (do que nos hípers). Por isso, o consumidor já estava dando preferência para eles. A ideia era gastar menos para sobrar dinheiro para outros gastos. Agora, com a inflação de volta, ele vai por necessidade mesmo”, explicou o consultor Eugenio Foganholo, diretor da Mixxer.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: GPA / Divulgação

Comentários do Facebook

- Publicidade -