Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

FGTS: governo quer substituir saque-aniversário por consignado com juros mais baixos

Governo propõe substituir a modalidade saque-aniversário do FGTS por empréstimo consignado com juros mais baixos

O Governo Federal está propondo uma mudança significativa no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A ideia é substituir o saque-aniversário por uma modalidade de empréstimo consignado com juros mais baixos. Esta proposta visa oferecer melhores condições de crédito aos trabalhadores brasileiros.

Em síntese, o saque-aniversário do FGTS é uma modalidade que permite ao trabalhador sacar parte do saldo de sua conta do FGTS anualmente, no mês de seu aniversário. Introduzido em 2019, essa opção oferece maior flexibilidade ao trabalhador, permitindo acesso a parte dos recursos sem a necessidade de eventos específicos como demissão ou aposentadoria.

Substituição do saque-aniversário do FGTS

Portanto, a proposição de substituição vem como uma estratégia para preservar o saldo do FGTS e, por conseguinte, garantir a viabilidade de projetos habitacionais fundamentais para milhões de brasileiros. Além disso, as taxas aplicadas nas operações propostas para o novo empréstimo consignado poderiam ser mais vantajosas, se comparadas às taxas de antecipação dos saques atuais.

De acordo com Carlos Augusto Simões, secretário de Proteção ao Trabalhador, o novo formato de empréstimo consignado teria operação através do sistema E-Social. Permitindo que os trabalhadores escolham entre as melhores taxas oferecidas por cerca de 80 instituições bancárias autorizadas. Assim, o sistema promete facilidade e rapidez, pois tudo poderá ocorrer através de um aplicativo.

Imagem de um celular com a tela no aplicativo do FGTS e notas de R$50 e R$100. Acima, a palavra Saque-Aniversário.
Imagem: Etalbr / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital

Reações à proposta de mudança

No entanto, a proposta não foi recebida sem críticas. Durante a audiência, representantes dos trabalhadores e de bancos apresentaram pontos de vista divergentes. 

Enquanto alguns defendem a manutenção do saque-aniversário devido à sua flexibilidade e ajuda imediata em necessidades urgentes, outros argumentam que a modalidade atual pode prejudicar o planejamento de longo prazo dos trabalhadores, especialmente no que diz respeito à aquisição da casa própria.

Veja também:

INSS revela qual é o prazo para pedir revisão de benefício; confira

Capitão Alberto Neto (PL), deputado que requereu a audiência, expressou preocupação com a possível falta de transparência nos cálculos que indicam a insustentabilidade do saque-aniversário. Ele planeja solicitar mais informações do governo sobre essas projeções.

Imagem: Etalbr / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital