Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Gás pode ficar mais caro depois do acordo entre EUA e Europa

0

O gás liquefeito (GNL) pode ficar mais caro no Brasil. Isso acontece por conta do acordo que os Estados Unidos e a União Europeia firmaram na última sexta-feira (25). O mesmo deve ofertar ao menos 15 milhões de metros cúbicos de gás até o fim de 2022. Abaixo, confira todos os detalhes desse acordo que pode deixar o gás nas alturas.

É provável que você também goste:

Confira o calendário de pagamento do Auxílio Brasil e Vale-gás de abril

Gás pode ficar mais caro depois do acordo entre EUA e Europa

Em suma, o objetivo do acordo é possibilitar que os países europeus diminuam a dependência energética que possuem com a Rússia. O país que provocou uma guerra na Ucrânia é responsável por 40% do gás que o bloco consome. O compromisso estima volumes crescentes até 2030.

Entretanto, ainda não está claro se o volume a mais que os Estados Unidos proverá sairá de uma produção extra, ou do gás que se direciona para outros países. No caso dessa segunda alternativa, diversas regiões do planeta podem se prejudicar, até mesmo o Brasil. Aqui, o GNL representa 26% do consumo nacional, e é muito usado em usinas termelétricas.

E assim, de acordo com especialistas do setor, o preço do gás pode seguir alto, na faixa dos US$ 20 por milhão de BTU até 2028, pelo menos. O valor é o dobro da média do 1º semestre de 2021. Além disso, é o mais baixo que o registrado no início da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, quando bateu US$ 65 por milhão de BTU.

De acordo com o diretor de gás de GNL na Europa, Mauro Chavez, as incertezas quanto ao conflito no leste europeu contribuem para um preço alto nos próximos anos. “Os preços vão continuar altos e isso é ruim para o Brasil, pois se tivermos uma nova seca vamos precisar continuar comprando mais GNL para abastecer as térmicas e esse cenário de alta vai se refletir no valor da energia elétrica paga pelos brasileiros”.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então siga-nos no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Joa Souza / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar