Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Gerdau anuncia demissão de mais de 400 trabalhadores em MG

Gerdau hiberna usina Barão de Cocais e demite 487. Conheça os impactos e as ações futuras planejadas para a comunidade e funcionários

Em um duro golpe para a economia da região central de Minas Gerais, a empresa siderúrgica Gerdau anunciou na última segunda-feira (27), a hibernação da usina de Barão de Cocais, o que resultará na demissão de mais de 487 funcionários. 

Assim, a medida, segundo a empresa, é motivada por “uma profunda análise da competitividade da planta, face às condições do mercado de aço no Brasil”. 

Dessa forma, a hibernação da usina de Barão de Cocais significa que a operação da unidade será suspensa por tempo indeterminado. Assim, a Gerdau ainda não definiu uma data para a retomada das atividades, o que gera grande incerteza para os trabalhadores e para a economia da região. Veja mais detalhes!

Demissão em massa na Gerdau

A paralisação da usina terá um impacto significativo na produção de aço da Gerdau no Brasil. Pois, a unidade de Barão de Cocais era responsável por cerca de 10% da produção total da empresa no país. Com a hibernação, a Gerdau precisará buscar alternativas para suprir essa demanda, o que pode levar a um aumento dos preços do aço no mercado nacional.

Além disso, a decisão da Gerdau de demitir mais de 487 funcionários gerou grande repercussão social em Barão de Cocais e na região. A cidade, com cerca de 30 mil habitantes, tem na siderúrgica a sua principal fonte de renda. 

As demissões deixarão um grande número de famílias em situação de vulnerabilidade social e podem levar a um aumento do desemprego na região.

Desenho que mostra a sombra de um chefe, em tamanho grande, mandando vários funcionários, em sombras menores, embora de trabalho.
Imagem: ArtemisDiana / Shutterstock.com

Impacto da hibernação

No entanto, embora centenas de colaboradores enfrentem a realidade do desemprego, a Gerdau compromete-se a conduzir o processo de desligamento de maneira humanizada. A intenção é minimizar os impactos aos funcionários e às comunidades ao redor, oferecendo programas de capacitação na área industrial e preparação para o empreendedorismo.

Veja também:

Bolsa Família: não ir ao médico pode bloquear benefício; entenda

Além de realocar funcionários em outras unidades quando possível, a Gerdau assegura que continua a operar em normalidade no atendimento aos seus clientes. O diálogo transparente com todas as partes interessadas é uma máxima que a empresa pretende manter rigorosamente.

Imagem: ArtemisDiana / Shutterstock.com