Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Descubra quais são os 7 Golpes bancários aos aposentados do INSS mais comuns

0

Uma triste realidade é que muitas vezes, aposentados e pensionistas são vítimas de golpes bancários virtuais. Infelizmente os hackers muitas vezes se aproveitam de pessoas com mais idade, e com bastante crédito na praça. Afinal, os aposentados e pensionistas do pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) tem seu salário garantido, e por isso as instituições de crédito costumam fornecer crédito com facilidade. Aqui vamos apresentar os golpes bancários aos aposentados do INSS mais comuns, especialmente durante a crise do coronavírus.

Outro fator que leva os hackers a escolherem os aposentados e pensionistas é que muitas vezes os idosos acabam não vendo que sofreram um golpe, ou vêem e não querem denunciar e nem pedir ajuda para os familiares. Os golpes geralmente pegam os idosos por assuntos de seu interesse, como atualização cadastral, portabilidade de crédito a juros mais baixos, pagamento ou revisão de benefício atrasado, etc.

Leia também

Governo vai pagar R$ 200 do coronavoucher até para quem não tem CadÚnico

Seja membro

Saiba como consultar score de crédito e Cadastro Positivo no SPC Brasil

Confira o calendário de pagamento de aposentadorias e pensões em 2020

Os 7 golpes bancários aos aposentados do INSS

Seu benefício está bloqueado

Esse golpe que chega até o aposentado ou pensionista por WhatsApp, mensagem de texto ou chamada telefônica e visa o roubo de dados. Um golpista entra em contato com o beneficiário solicitando que o mesmo faça contato ligando para um número 0800.

Quando o aposentado ou pensionista liga, um falso atendente do INSS informa que o seu benefício está bloqueado. Para desbloquear você tem que confirmar vários dados cadastrais, incluindo seus dados bancários, senha da conta, dados do seu cartão de débito, CPF e RG. Após isso, os fraudadores começam a fazer compras com seus dados bancários, ou até mesmo solicitar empréstimos em seu nome.

Atualização cadastral

Parecido com o golpe anterior, esse golpe visa roubar seus dados para fazer compras no seu nome e solicitar empréstimos com seu CPF. Entretanto, em vez de entrarem em contato com o aposentado ou pensionista por mensagem/telefone, o golpe tem inicio no próprio caixa eletrônico.

Um farsante aborda o aposentado na saída do caixa eletrônico e entrega um papel, alegando que este saiu do caixa enquanto a conta do aposentado estava ativa no equipamento.

O papel que simula perfeitamente um comprovante da operação, solicita que o beneficiário atualize seus dados bancários para evitar o cancelamento do cartão. Este comprovante falso ainda diz que caso o beneficiário não cumpra a solicitação, além do cartão cancelado, terá que pagar uma multa de R$ 179 reais.

Nesse momento, o farsante que entregou o bilhete se oferece para ajudar o aposentado. Distraindo o mesmo, ele observa a senha e troca o cartão da vítima por outro. Com a posse do cartão e a senha, o golpista utiliza o cartão do usuário para fazer compras no débito em sua própria maquininha de cartão.

Cartão preso no caixa do Banco24Horas

Só quem já teve seu cartão preso no caixa sabe o desespero que dá nessas horas. Imagina quando isso acontece com um idoso? Pois os criminosos se aproveitam disso para aplicar seus golpes. Há relatos de aposentados que passaram por isso.

O cartão simplesmente fica preso no caixa eletrônico, e a pessoa, geralmente idosa, entra em pânico. Nesse momento surge uma pessoa que aparentemente quer ajudar e da o telefone da central de atendimento do INSS.

Essa falsa central de atendimento tem um número 0800, aonde falsos funcionários na verdade estão roubando dados da vítima. O idoso acaba passando dados pessoais neste telefone. Ao mesmo tempo, logo depois que o idoso sai do caixa eletrônico, os criminosos removem o cartão do caixa e começam a sacar dinheiro da conta do aposentado.

Empréstimo para aposentados e pensionistas do INSS

Criminosos descobriram que não é tão difícil requerer empréstimo em nome de pessoa aposentada. No entanto, para efetivação da farsa, necessitam dos dados pessoais do idoso. Telefonam ou vão até a residência do aposentado, alegam que o INSS está presenteando todos os segurados com um filtro de água. Para tanto, solicitam a documentação original da vítima e ainda pedem para que assine o recibo da instalação do aparelho, que na verdade são documentos autorizando o empréstimo consignado.

Mensagem com link falso

Nesse tipo de golpe, o beneficiário do INSS recebe uma mensagem de texto se identificando como o banco aonde a pessoa tem conta. Nessa mensagem os golpistas informam que foram identificadas pendências cadastrais no CPF, mas que a situação pode ser resolvida pela internet. O próximo passo é o segurado clicar no link, que já verdade é uma página falsa destinada a coletar os dados do beneficiário.

Revisão do teto do INSS

Esse golpe normalmente é aplicado por pessoas que se passam por advogados, e até mesmo por empresas que se dizem especializadas em serviços jurídicos. E o pior é que enganam bem, pois são pessoas com bastante conhecimento de direito. Eles entram em contato com o beneficiário por telefone afirmando que podem aumentar o valor do benefício recebido pelo INSS, como por exemplo, alcançar o teto previdenciário de R$ 5,5 mil.

Na verdade, é possível que alguns pensionistas possam pedir revisão de teto, mas esses beneficiários são os que se aposentaram entre 1988 e 1991. Entretanto, apenas por meio de ação judicial é possível solicitar a revisão do teto. Mas o que esses falsos advogados prometem é que até mesmo as pessoas que se aposentaram em outros períodos podem conseguir revisar o teto, o que não é verdade.

Valores atrasados para receber

Suspeite se algum dia você receber uma ligação informando que você tem valores a receber. Principalmente se forem solicitados seus dados pessoais. Nesse tipo de golpe, os criminosos se identificam como funcionários do Conselho Nacional de Previdência (CNP). Os golpistas dizem que o beneficiário tem valores para receber da Previdência Social. Geralmente são valores altos, para que o beneficiário se esforce para recebe-los.

Entretanto, para que estes valores sejam liberados, o beneficiário deve depositar um valor em uma conta. Esse valor, de acordo com os golpistas, servirá para pagar as custas de uma taxa de liberação. Outra possibilidade é que os criminosos peçam dados pessoais que na verdade serão utilizados para compras.

Precatórios

É preciso ter cuidado com as correspondências, pois os golpes também chegam pelos Correios. Uma das modalidades mais perigosas são as precatórias. O aposentado ou pensionista recebe uma correspondência em seu endereço, se dizendo ser de um Cartório de Precatório.

Utilizando os dados do beneficiário do INSS, a correspondência informa que o cidadão tem direito a uma quantia de planos como Gboex, Capemi, Caixa de Pecúlios, Montepio, Mongeral, PreviOuro, etc. Os valores são referentes à ações públicas coletiva de indenizações. As quantias são altas, e vem de valores depositados em juízo, que supostamente estavam bloqueados, anteriores à 2005.

Assim como no golpe anterior, para conseguir liberar os supostos valores, o beneficiário do INSS deve agendar por telefone e depositar o valor de custas do processo em uma determinada conta, a fim de ter a indenização liberada.

Como não cair em golpes bancários aos aposentados do INSS?

Primeiramente, saiba que a Caixa Econômica Federal ou outro banco que você recebe, nunca manda links ou telefones por WhatsApp, e dificilmente por SMS, carta ou telefonema. Entretanto, se você recebeu uma mensagem por um desses meios, sempre pode ir até sua agência bancária tirar a dúvida.

Outra coisa importante para evitar golpes bancários aos aposentados do INSS é que você jamais deve aceitar ajuda de estranhos na rua. E se o estranho insistir em “ajudá-lo”, evite e caso seja necessário, chame a polícia. Mas para evitar isso, o ideal é que os idosos sempre andem acompanhados de uma pessoa da família ou de confiança mais jovem, pois infelizmente, os criminosos se aproveitam da fragilidade das pessoas.

Caso você seja idoso e não tenha com quem contar para isso, evite ir à caixas eletrônicos. Dê preferência por atendimento presencial, seja nas loterias ou nas agências bancárias com um atendente. Também evite horários em que os bancos estão fechados, e você se obriga a ir em caixas do Banco24Horas.

Além do mais, sempre desconfie de propostas que oferecem grandes quantias em dinheiro, valores atrasados, aumento de aposentadoria ou muitas facilidades. Como diz o ditado, “quando a esmola é demais, até o santo desconfia”.

Fui vítima de um golpes bancários aos aposentados do INSS, o que fazer?

Caso você tenha sido vítima de um desses 7 golpes bancários aos aposentados do INSS, ou um novo golpe que não tenhamos registrado neste artigo, ligue imediatamente para a Brigada Militar, ou vá até uma delegacia de polícia. Faça um boletim de ocorrência, e dê aos policiais o máximo de detalhes que você puder, para ajudar na investigação.

Se o seu cartão do banco foi levado pelos criminosos, ligue imediatamente para seu banco e bloqueie o cartão, para que eles não consigam roubar o seu dinheiro ou fazer compras no seu nome.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.