Confira o calendário de pagamento de aposentadorias e pensões em 2020

0

Aposentados e pensionistas já podem conferir o calendário de pagamento dos benefícios para o ano que vem. Já estão no site do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) as datas dos pagamentos mês a mês para os 35 milhões de beneficiários. Os depósitos vão seguir a mesma sequência de anos anteriores.

É provável que você também goste:

Redução da taxa Selic faz bancos diminuírem juros em empréstimos e financiamentos. Confira os anúncios dos principais bancos!

INSS deve devolver R$57 milhões cobrados indevidamente a aposentados

Se você recebe um salário mínimo, programe-se: os depósitos de janeiro serão feitos entre os dias 27 de janeiro e 7 de fevereiro. Para saber qual o dia dentro desse período, é preciso verificar o número final do cartão de benefício. Você deve desconsiderar o último dígito (ou seja, o dígito verificador), que aparece depois do traço. Quem tem renda mensal acima do piso nacional terá seus pagamentos creditados a partir de 3 de fevereiro.

calendario de pagamento de beneficios 2020
Imagem: Divulgação/INSS

Por que existe um calendário de pagamento?

Essas datas auxiliam, principalmente, para que os aposentados e pensionistas possam se organizar e planejar melhor o consumo para evitar dívidas e o cheque especial.

Além disso, existe um grande número de beneficiários, tendo como consequência um grande fluxo financeiro. Se todos os beneficiários recebessem em um dia específico, o tempo de espera, filas e o atendimento se tornariam um problema, ainda mais quando se fala de pessoas idosas em sua maioria.

Também conta o fato de que, com o calendário, o valor arrecadado pela Previdência Social pode ser melhor distribuído na linha do tempo, evitando problemas financeiros na instituição. Essa tabela não sofre mudanças ao longo do ano.

Quem está incluído nesse calendário de pagamentos são todos os beneficiários do INSS, conforme lista abaixo, além dos idosos com 65 anos ou mais e Pessoas Portadoras de Deficiência, enquadradas na Lei Orgânica da Assistência Social (Loas):

  • Aposentadoria por invalidez, por idade ou por tempo de contribuição;
  • Auxílio doença ou auxílio acidente;
  • Salário maternidade (pago pelo INSS);
  • Salário Família (pago pelo INSS).

Como é feito o pagamento dos benefícios?

O pagamento é feito no banco escolhido pelo beneficiário na hora de aplicar para receber o benefício. No entanto, se houver insatisfação com custos e taxas, o aposentado ou pensionista pode pedir a mudança do banco.

Para mudar o banco de recebimento do benefício ou a aposentadoria, é necessário ir à agência onde o beneficiário já possui uma conta ou deseja abrir. Lá é feita a solicitação para que os valores recebidos do INSS sejam depositados na conta da instituição. É preciso ter em mãos um documento de identificação com foto e o CPF.

Já no atendimento do INSS, é preciso preencher o formulário de alteração de dados bancários, que está disponível nas agências com as seguintes opções:

  • indicar a nova região bancária (caso não possua conta em banco ou não queira mais o crédito em conta) ou
  • indicar os dados bancários (banco, agência e conta, podendo ser corrente ou poupança).

A agência bancária informada, entretanto, precisa estar localizada no mesmo estado onde se encontra a agência do INSS responsável pela manutenção do benefício. Não é preciso agendar esta solicitação, apenas comparecer na agência.

O prazo para o saque dos benefícios com cartão é até o final do mês seguinte (ou seja, aproximadamente 60 dias) ao da disponibilização do valor na conta de preferência do cidadão. Caso a pessoa não faça o saque nesse período, os valores correspondentes são devolvidos ao INSS.

Para liberar o valor, quem recebe aposentadoria ou pensão deve comparecer a uma unidade de atendimento INSS e solicitar o desbloqueio. O pedido, no entanto, não pode ser feito por site ou telefone.

Se você tiver dúvidas, pode ligar para a Central de Atendimento do INSS, pelo telefone 135. O serviço está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h (horário de Brasília).

Vai se aposentar em 2020?

Você fará parte desse calendário de pagamento no próximo ano? Se ainda não encaminhou a sua aposentadoria, fique atento aos primeiros passos.

Você precisa ir a um posto da Previdência Social e apresentar os seguintes documentos:

  • Número de Identificação do Trabalhador – NIT (PIS/PASEP ou número de inscrição do contribuinte individual/facultativo/empregado doméstico);
  • Documento de identificação (Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Certidão de Nascimento ou Casamento, entre outros);
  • Cadastro de Pessoa Física – CPF (documento obrigatório);
  • Atestado de residência (conta de água, luz ou telefone).

Se você se enquadra na Aposentadoria Especial, deve apresentar um Laudo Técnico, assinado por médico ou engenheiro de segurança do trabalho das empresas em que trabalhou durante o período de contribuição. Esse documento é que pode atestar que naquela época você esteve exposto a agentes nocivos à saúde.

A quem já está no cadastro de beneficiários do INSS, agora é só anotar as datas de pagamento e se programar para organizar a vida financeira em 2020, planejando os gastos de acordo com o calendário.

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: Rawpixels.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar