Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo quer dar descontos para quem diminuir o uso de energia elétrica

O governo prepara uma medida para estimular a redução da demanda de consumidores residenciais

0

Diante do risco de crise hídrica, o Ministério de Minas e Energia (MME), publicou na última segunda-feira (23), uma portaria. Nela, o governo estabelece novas diretrizes para a apresentação de ofertas de Redução Voluntária de Demanda de Energia Elétrica (RVD). Dessa forma, busca atender o Sistema Interligado Nacional.

Governo tem segunda opção para poder pagar o “novo Bolsa Família”

Governo quer dar descontos para quem diminuir o uso de energia elétrica

De acordo com o MME, podem participar da oferta de RVD, os consumidores livres, agentes agregadores, e os consumidores modelados sob agentes varejistas. O objetivo do MME, é o horário de pico, entre 12h e 18h de dias úteis. O governo também prepara medida para estimular a redução da demanda de consumidores residenciais, que podem ter redução em contas de luz de acordo com o consumo. 

Seja membro

Dessa forma, isso engloba principalmente, a indústria, os shoppings e os grandes comércios. Pelas regras do MME, o consumidor vai poder fazer uma “oferta” de redução de consumo. O cliente vai poder propor a duração horária de 4 a 7 horas, e com lotes mínimos de 5 megawatts (MW) para cada hora de duração da oferta. 

Em suma, esse volume ficou bem abaixo do que o governo esperava inicialmente, de 30 MW, e perto do que vinha sendo defendido pela Firjan, que tinha sugerido 1 MW. Com a alteração, as indústrias de pequeno porte também podem participar da oferta. 

As ofertas devem seguir o padrão de R$/MWh, além da indicação do dia da semana. Uma empresa vai poder propor, por exemplo, cortar 10 MW a um custo de R$ 1 mil por MWh. Vai caber ao Operador Nacional do Sistema (ONS), definir quais os horários devem ser permitidos tanto para a redução, quanto depois, para a compensação da redução. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal  do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: lovelyday12 / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.