Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo estende prazo para manifestação sobre reajuste em benefícios

Governo amplia prazo de resposta para solicitações de reajuste em benefícios para servidores públicos. Saiba mais!

O Governo Federal anunciou uma nova data limite, 19 de abril, para que as entidades representativas dos servidores públicos federais se manifestem sobre a proposta de reajuste em benefícios apresentada. Este adiamento visa proporcionar mais tempo para que assembleias possam deliberar sobre o assunto, considerando as paralisações e greves de algumas carreiras.

Dessa forma, saiba mais detalhes dessa medida e como ela pode beneficiar os cidadãos que dependem desses benefícios. Continue a leitura para mais informações!

Governo amplia prazo para manifestação de servidores sobre reajuste

Mão segurando notas de dinheiro de benefícios do governo
Imagem: Alison Nunes Calazans / Shutterstock.com

Inicialmente estabelecido para se encerrar em 15 de abril, o prazo teve sua prorrogação devido à importância de incluir todos os servidores no diálogo sobre a proposta. Vale lembrar que a iniciativa não contempla reajuste salarial, mas sim o aumento nos valores de benefícios como auxílio-alimentação, saúde complementar e assistência pré-escolar, com início em maio de 2024.

A decisão de estender o prazo veio após a constatação de que muitas entidades ainda precisavam realizar assembleias para votar a proposta. Além disso, o movimento grevista de algumas carreiras ressalta a necessidade de um diálogo mais amplo e inclusivo.

Veja também:

INSS intensifica investigação nos descontos das aposentadorias

Assim, o governo busca, com esta medida, evitar que o reajuste seja postergado ainda mais, dada a urgência de alguns servidores em relação à atualização dos benefícios.

Saiba mais detalhes da proposta

A proposta de reajuste do governo inclui um aumento significativo nos valores dos auxílios fornecidos aos servidores. Entre os ajustes propostos, estão:

  • Auxílio-alimentação: reajuste de R$ 658 para R$ 1.000;
  • Auxílio-saúde: reajuste de R$ 144 para R$ 215;
  • Auxílio-creche: reajuste de R$ 321 para R$ 484,90.

Essas alterações representam um aumento médio de 51,06% nos benefícios, valores estes que foram cuidadosamente calculados para se alinhar ao orçamento de 2024, e que buscam a paridade com os benefícios já oferecidos por outros poderes, como o Legislativo e o Judiciário.

Imagem: Alison Nunes Calazans / Shutterstock.com