Governo fará nova análise de beneficiários do auxílio emergencial, confira se você será excluído

- Publicidade -

Governo fará nova análise de beneficiários do auxílio emergencial, confira se você será excluído. Embora não seja necessário que os beneficiários façam qualquer cadastro, eles passarão por uma nova análise, segundo informações do Ministério da Cidadania.

É provável que você também goste:

Cuidado: você pode ter sido vítima de golpe que “zera” saldo em app da Caixa.

Descubra o segredo que não te contaram para aumentar o limite do Nubank rapidamente.

Definida a data da 4ª parcela do auxílio emergencial para o Bolsa Família.

Governo fará nova análise de beneficiários do auxílio emergencial, confira se você será excluído

De fato, muitas pessoas acabaram recebendo o auxílio emergencial e não teriam direito. Agora, no entanto, o governo vai fazer uma reanálise para avaliar se a situação mudou desde quando o beneficiário foi aprovado.

- Publicidade -

Confira, então, se você seguirá recebendo a quarta parcela do auxílio emergencial. Ou seja, para que o seu direito de receber o auxílio seja mantido, é preciso não estar dentro dos requisitos listados abaixo:

  • Contratação no período: caso você tenha conseguido um trabalho durante a pandemia, não poderá mais receber o benefício. A regra também vale para os membros inseridos na renda familiar;
  • Recebimento de seguro-desemprego: para seguir recebendo o auxílio emergencial, não é permitido que seja acumulado benefícios;
  • Recebimento de benefícios previdenciários: começou a receber aposentadoria, pensão, auxílio-doença ou suporte de programas de transferência de renda do governo (com exceção do Bolsa Família – também inclui membros da família);
  • Aumento da renda familiar: renda mensal por membro familiar ultrapassou meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar total de até R$ 3.135;
  • INSS: realizou contribuição individual ao INSS sobre um valor superior a R$ 3.135 ou que indique renda por pessoa acima de R$ 522,50;
  • Recebimento de prestação de serviços: recebeu por prestação de serviço superior a R$ 3.135 ou que indique renda por pessoa acima de R$ 522,00.

Considerações Finais

Portanto, caso você não tenha entrado em nenhuma situação das listadas acima, você pode ficar tranquilo que seguirá recebendo o auxílio emergencial.

Enfim, gostou da matéria sobre a nova análise do auxílio emergencial?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Renato P Castilho/Shutterstock.

- Publicidade -
Luiz Felipe Kesslerhttps://seucreditodigital.com.br/author/kessler/
Entusiasta de fintechs e tudo o que a tecnologia proporciona de facilidades em nossas vidas. Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Co-Fundador do site Seu Crédito Digital.
- Publicidade -

Últimas Notícias

FGTS pode liberar duas novas modalidades de saque em breve (saque-educação e saúde)

Está prestes a ser votado em Plenário um projeto que cria mais duas novas modalidades de saque no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo...

SPC/Serasa e Boa Vista são obrigados a retirar negativação após 5 anos?

Atualmente, existem 4 birôs de credito aqui no Brasil: SPC Brasil, Serasa Experian, Boa Vista e Quod. Cada um deles possui um banco de...

Nexoos lança aplicativo gratuito para investidores individuais (P2P)

A partir de agora, os investidores individuais (P2P) da Nexoos, a maior fintech de crédito para empresas, autorizada pelo BACEN como Instituição Financeira SEP, contam com...

Beneficiários do Bolsa Família vão ganhar o décimo terceiro e não falta muito, confira as datas

Há um tempo atrás, o pagamento do décimo terceiro para beneficiários do Bolsa Família foi confirmado pelo governo. Isso foi prometido em junho deste...
- Publicidade -