Governo pode pagar o Renda Cidadã com impostos de jogos de azar

Senador defende a legalização de jogos de azar para ajudar a financiar o Renda Cidadã.

0

As formas de se financiar o Renda Cidadã, programa social que pode substituir o Bolsa Família, seguem em discussão. Agora, a ideia é usar impostos da legalização de jogos de azar, como bingos e jogo do bicho, para pagar o novo benefício. O senador Ângelo Coronel (PSD-BA) defende a legalização de jogos de azar e cassinos em resorts para ajudar o governo a financiar o Renda Cidadã. Saiba mais detalhes sobre o tema no texto a seguir.

É provável que você também goste:

Clientes da Caixa agora podem contratar crédito habitacional pelo app

Aposentados do INSS ainda podem ter benefício congelado para bancar Renda Cidadã

Pessoas de baixa renda poderão ganhar empréstimos de até R$ 300 no Caixa Tem

Governo pode pagar o Renda Cidadã com impostos de jogos de azar

O Renda Cidadã é um novo programa de transferência de renda que deve substituir o Bolsa Família. No entanto, o governo federal ainda não decidiu de onde vai captar os recursos para financiar esse benefício para famílias carentes. Várias ideias já foram descartadas pelo Congresso Nacional, mas uma nova opção de fonte é a exploração de jogos de azar. Ao menos é o que defende o senador Ângelo Coronel (PSD-BA).

Conforme o senador, “nós temos no orçamento geral da União em torno de R$ 30 bilhões por ano para custear o programa Bolsa Família, que são 14,5 milhões de pessoas. Eu estou propondo com a legalização dos jogos como um todo, é a legalização do jogo do bicho, do caça-níquel, dos bingos e também a liberação para que players internacionais possam aqui instalar cassinos resorts, como já tem isso ao longo de anos em vários países.”

Relator de projeto que legaliza cassinos em resorts, o senador explica que a regulamentação dessas atividades pode gerar arrecadação de cerca de R$ 50 bilhões para os cofres da União.

De acordo com Ângelo Coronel, “hoje, nós poderemos arrecadar por ano, de impostos mediante jogos legalizados, em torno de R$ 50 bilhões. Nós não podemos simplesmente deixá-los continuar na clandestinidade. Nós vamos gerar com isso 700 mil empregos diretos e mais 600 mil empregos indiretos. O Brasil tá (sic) perdendo uma grande oportunidade.”

A proposta que regula a exploração desses centros de lazer em complexos de hotéis instalados aqui no Brasil está em análise na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Fonte: Agência Senado

Imagem: pedrosala / Shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar