Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Governo sanciona ‘nova cesta básica’; confira quais são as mudanças

O governo federal divulgou um novo decreto no qual estabelece a “nova cesta básica” para o Brasil. Confira as mudanças!

Nesta quarta-feira (6), o governo federal divulgou um novo decreto no qual estabelece a “nova cesta básica” para o Brasil. De acordo com o texto publicado no Diário Oficial, o objetivo da medida é “garantir o direito humano à alimentação adequada e saudável”.

Dessa forma, a principal modificação apresentada pelo novo decreto refere-se à composição da cesta básica brasileira. Assim, a cesta será composta por mais alimentos in natura ou minimamente processados. Ademais, também será acrescentado uma série de ingredientes culinários. Veja mais detalhes!

Nova cesta básica

Portanto, um dos pontos de maior destaque do decreto é a proibição da inclusão de alimentos ultraprocessados na cesta básica. Assim, essa decisão decorre de inúmeras evidências científicas que demonstram o aumento da prevalência de doenças como diabetes, hipertensão e obesidade ocasionadas pelo consumo desse tipo de alimento.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, a implementação da nova cesta básica é crucial para a nutrição adequada dos brasileiros. 

Veja também:

Cuidado! Pedido de BPC não prescreve mas parcelas sim, entenda!

Além disso, a pasta destacou que, de acordo com dados da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional), ao final de 2022, mais de 33 milhões de brasileiros passavam fome e mais de 125 milhões não tinham acesso regular e permanente à alimentação adequada.

Cesta de compras com alimentos de uma cesta básica em cima de uma nota fiscal enrolada sobre fundo amarelo.
Imagem: Maxx-Studio / shutterstock.com

Alimentos da nova cesta básica

Enfim, a nova cesta básica será organizada em diversos grupos, sendo eles:

  • Feijões (leguminosas);
  • Cereais;
  • Raízes e tubérculos;
  • Legumes e verduras;
  • Frutas;
  • Castanhas e nozes (oleaginosas);
  • Carnes e ovos;
  • Leites e queijos;
  • Açúcares, sal, óleos e gorduras;
  • Café, chá, mate e especiarias.

Por fim, é vale ressaltar que os critérios adotados para compor a nova cesta básica levaram em consideração fatores como:

  • Benefícios à saúde;
  • Sustentabilidade;
  • Respeito à sazonalidade, à cultura e às tradições locais;
  • Produção de alimentos orgânicos e agroecológicos da agricultura familiar e da sociobiodiversidade;
  • Garantia da variedade de alimentos in natura e minimamente processados.

Imagem: Maxx-Studio / shutterstock.com