Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Grande notícia do INSS: nova taxa de juros do consignado entra em vigor hoje (06)

As taxas de juros para crédito consignado do INSS foram reduzidas! Aposentados e pensionistas podem respirar aliviados com as novas taxas.

As novas taxas de juros para o crédito consignado do INSS entram em vigor nesta quinta-feira (06), marcando um período de alívio financeiro para aposentados e pensionistas.

A partir de agora, as taxas para empréstimos pessoais foram reduzidas para 1,66% ao mês, enquanto o uso do cartão de crédito e cartão de benefício será taxado em 2,46% ao mês. Essa mudança é uma oportunidade para quem precisa de recursos, mas busca condições mais favoráveis.

Essas modificações, exigidas pelo CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social), foram votadas em 27 de maio, com uma decisão de 11 x 4 a favor da redução. Esse ajuste faz parte de uma estratégia maior da gestão atual do Ministério da Previdência Social, liderada pelo ministro Carlos Lupi, que acompanha a tendência de baixa nas taxas de juros básicas da economia, a Selic.

O que muda com a nova taxa de juros do crédito consignado?

Contratação de crédito consignado.
Imagem: Alexandre Zorek / shutterstock.com

Os cortes nas taxas de juros do crédito consignado refletem diretamente no bolso dos beneficiários do INSS. Anteriormente, as taxas para empréstimos pessoais consignados estavam em 1,68% ao mês, e agora passam para 1,66% ao mês.

No segmento de cartões, a taxa caiu de 2,49% para 2,46% ao mês. Essas taxas devem ser rigidamente seguidas por todas as instituições bancárias e financeiras que oferecem esses serviços, não podendo ultrapassar os valores mínimos estabelecidos.

Como a decisão impacta os beneficiários do INSS?

Para os aposentados e pensionistas do INSS, que muitas vezes contam com rendimentos limitados, qualquer ajuste nas taxas de juros pode significar uma melhora considerável na gestão de suas finanças pessoais.

Com a possibilidade de comprometer até 45% da renda mensal com consignados — sendo 35% com empréstimo pessoal e 10% com cartões —, estas novas taxas podem ampliar a capacidade de pagamento e reduzir o custo total do crédito.

  • Empréstimo pessoal: Redução de 1,68% para 1,66% ao mês.
  • Cartão de crédito e benefício: De 2,49% para 2,46% ao mês.

Quais as melhores práticas para contratar um crédito consignado?

Ao avaliar a possibilidade de adquirir um crédito consignado, é imprescindível que o beneficiário do INSS esteja devidamente informado sobre as condições disponíveis. Uma recomendação essencial é consultar as taxas de juros atualizadas diretamente na plataforma Meu INSS.

Ademais, é crucial considerar o Custo Efetivo Total (CET) da operação. Esse indicador engloba não apenas as taxas de juros, mas também seguros e outros encargos, que podem ter um impacto significativo no custo final do empréstimo.

Veja também:

Anvisa bane colheres de pau e outros utensílios de madeira na cozinha; entenda o motivo

Para garantir um contrato de crédito mais vantajoso e seguro, é fundamental manter-se atualizado sobre as menores taxas de juros disponíveis e selecionar cuidadosamente a instituição financeira. Esses passos são essenciais para garantir que o contrato atenda às necessidades do beneficiário de forma satisfatória.

Imagem: Alexandre Zorek / shutterstock.com