Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Imposto de Renda 2024: saiba como doar para o RS usando sua declaração

Descubra como destinar parte do seu Imposto de Renda de 2024 para projetos sociais no Rio Grande do Sul, contribuindo para causas importantes no estado.

A solidariedade pode fazer a diferença na vida das pessoas afetadas por desastres naturais. No Rio Grande do Sul, as enchentes têm causado grandes prejuízos, mas você pode ajudar sem gastar nada a mais por isso pelo seu Imposto de Renda.

Ao fazer a declaração do Imposto de Renda, é possível destinar parte do valor devido para auxiliar as vítimas dessas tragédias. Essa é uma forma de contribuir com a reconstrução das regiões afetadas e proporcionar esperança para aqueles que perderam tudo. Entenda a seguir.

Entenda a tragédia que assolou o Rio Grande do Sul

chuvas RS
Imagem: Reprodução / gov.br

As enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul representam uma tragédia de grandes proporções, afetando 336 cidades e evidenciando a necessidade urgente de apoio e solidariedade.

Segundo o boletim da Defesa Civil, o número de mortos se mantém em 100, com outros 2 óbitos em investigação. Além disso, há 130 desaparecidos e 374 feridos, números que demonstram a gravidade da situação e a urgência de ações coordenadas para atender às necessidades das vítimas.

Nesse sentido, as campanhas de doações têm sido fundamentais para mobilizar a sociedade a contribuir ativamente na recuperação dessas áreas atingidas.

O que você precisa saber para doar através do Imposto de Renda?

Tanto contribuintes com imposto a pagar quanto aqueles que esperam restituição podem participar desse gesto solidário. A escolha de fazer a doação deve ser feita diretamente durante a declaração do IR, permitindo destinar até 6% do imposto devido.

O processo é simplificado pelo sistema da Receita Federal, que calcula automaticamente o valor máximo autorizado para a doação e encaminha os recursos para fundos municipais ou estaduais de assistência a idosos e crianças.

Durante o preenchimento da declaração de imposto de renda, o contribuinte tem a oportunidade de selecionar o fundo especial ao qual deseja contribuir, seja ele voltado para crianças e adolescentes ou para idosos, indicando a quantia que pretende doar dentro do limite estipulado (3%).

Quais são os prazos para a doação?

Um ponto crucial a se observar são os prazos. Para garantir que sua doação seja efetivada, o pagamento do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) gerado no momento da declaração deve ser realizado até o dia 31 de maio. No entanto, para os residentes das áreas em situação de calamidade pública no Rio Grande do Sul, o prazo é estendido até 31 de agosto.

Ao optar por destinar uma parcela do seu Imposto de Renda para essa causa, você está contribuindo para assegurar que as entidades de apoio nessas regiões possam prosseguir com seu trabalho vital, que vai desde a reconstrução de moradias até o fornecimento de necessidades básicas para as famílias afetadas.

Veja também:

Nubank ultrapassa 100 milhões de clientes

Dessa forma, iniciativas como essa ressaltam a importância da empatia e da ação coletiva. Participar é também exercer sua cidadania, colaborando para a reconstrução e o suporte a essas comunidades.

Imagem: Reprodução / gov.br