Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS: confira como funciona a condição de segurado facultativo de baixa renda

Garanta seus benefícios no INSS com o Modelo Facultativo Baixa Renda: um plano acessível que oferece proteção e segurança.

A condição de segurado facultativo de baixa renda do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é uma opção para quem deseja garantir a aposentadoria e outros benefícios previdenciários, mesmo não tendo renda proveniente de trabalho formal. 

Dessa forma, este modelo possibilita a inclusão previdenciária com uma alíquota reduzida de apenas 5% do salário mínimo, que corresponde a um valor atual de R$ 1.412. Portanto, o modelo Facultativo Baixa Renda é uma das formas mais acessíveis de contribuição para a Previdência Social, destinado especialmente a cidadãos de menor renda.

Segurado facultativo de baixa renda do INSS

Assim, para ser elegível a este modelo, é necessário que o contribuinte atenda a certos requisitos básicos, como não possuir renda própria significativa e pertencer a uma família cuja renda mensal combinada não ultrapasse dois salários mínimos. Adicionalmente, é essencial estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Veja também:

Quais são as opções de empréstimos para quem tem score baixo?

Dessa forma, a contribuição pode ser realizada utilizando um carnê de pagamento ou através da Guia da Previdência Social (GPS), cuja emissão ocorre pela internet. No momento de preencher a guia, é importante se atentar ao código de pagamento, que no caso da baixa renda é o 1929, e à correta inserção do valor devido, que é 5% do salário mínimo.

Fachada do INSS
Imagem: Zigres/shutterstock.com

Benefícios previdenciários

Então, ao optar pelo recolhimento como segurado facultativo de baixa renda, o contribuinte tem direito a diversos benefícios do INSS, tais como:

  • Aposentadoria por idade: a partir de 60 anos para mulheres e 65 anos para homens;
  • Aposentadoria por invalidez: em caso de acidente ou doença que impeça o trabalho;
  • Auxílio-doença: em caso de afastamento do trabalho por motivo de doença;
  • Auxílio-maternidade: para mulheres que se tornam mães;
  • Salário-família: para famílias com renda mensal per capita de até R$ 545,00.

Imagem: Zigres/shutterstock.com