Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS inicia utilização de inteligência artificial para evitar fraudes; saiba mais

INSS adota inteligência artificial para prevenir fraudes. Descubra como essa tecnologia está sendo implementada e benefícios previdenciários.

A partir desta segunda-feira (15), o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) passou a implementar um novo recurso na luta contra fraudes. Trata-se da aplicação da inteligência artificial (IA) na verificação de atestados médicos. A medida tem como foco não apenas a identificação e combate de atos fraudulentos, mas também contribuir para a diminuição nas extensas filas de espera.

Esta novidade foi revelada em dezembro do ano passado pelo presidente do INSS, Alessandro Stefanutto. Com a implementação do novo sistema, o programa do INSS vai coexistir com o Atestmed, sistema de análise de documentos que permite aos cidadãos solicitarem benefícios de maneira remota, ativo desde setembro passado.

Veja também: Projeto que prevê pensão para compensar perda financeira após divórcio é aprovado; saiba mais

Como funciona a análise pela IA?

O processo de análise dos atestados pela IA foca em identificar possíveis indícios de fraude em diversas informações que constam no documento. Entre essas informações, podemos citar, por exemplo, o local de emissão (hospital ou estado), o número do CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico responsável, e até a assinatura do profissional.

Ilustração de um chip com um cérebro no centro representando a Inteligência Artificial.
Imagem: Alexander Supertramp / shutterstock.com

O INSS possui uma preocupação compreensível com a possibilidade de aumento nas fraudes devido à facilidade de solicitação dos benefícios por meio do sistema Atestmed, já que não há necessidade de perícia presencial. Portanto, o papel da inteligência artificial será essencial para reduzir os riscos de fraude, concessões irregulares e consequentemente, de gastos públicos desnecessários.

O papel crucial da tecnologia

O presidente do INSS ressalta a imperatividade da implementação da inteligência artificial nesse cenário atual. Em suas observações, ele salienta que os médicos peritos careciam de um banco de dados para realizar comparações das letras nos atestados. Isso tudo a fim de identificar desvios em relação ao padrão estabelecido.

Alessandro Stefanutto, em entrevista à CNN no final do ano passado, explicou que a inteligência artificial está sendo continuamente alimentado. Dessa forma, ela tem a capacidade de realizar comparações minuciosas desses padrões.

Imagem: A9 Studio / shutterstock.com