Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS: teto de juros do consignado cai novamente; confira

Boa notícia para beneficiários do INSS! Teto de juros do consignado cai para 1,66% ao mês. Entenda as mudanças

Em uma importante medida para proteger os consumidores e promover a inclusão financeira, o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou a redução do teto de juros do empréstimo consignado para beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Assim, a partir deste mês, a taxa máxima de juros mensal passa de 1,68% para 1,66% ao mês, beneficiando cerca de 39 milhões de pessoas. Além disso, a modalidade que envolve cartões de crédito teve uma redução de 2,49% para 2,46% ao mês. Veja mais detalhes!

Impacto da redução do teto de juros do consignado do INSS

Dessa forma, a redução das taxas de juros dos empréstimos consignados proporciona um alívio financeiro significativo para milhões de brasileiros. Assim, menores taxas significam prestações mais baixas, o que, por sua vez, facilita o pagamento e a gestão dos empréstimos contraídos. 

Além disso, com o ajuste da taxa Selic, essa tendência de queda nos juros se mostra uma estratégia coerente do governo para estimular a economia, mantendo o crédito acessível mesmo em períodos de instabilidade. Adicionalmente, vale lembrar que o beneficiário do INSS pode comprometer até 45% do seu benefício com crédito consignado.

Celular com tela inicial do Meu INSS ao lado de notas de 50 e 100 reais.
Imagem: rafapress / shutterstock.com

Medida de ajuda ao RS

Além da redução geral dos juros, o CNPS aprovou uma medida específica para os beneficiários do Rio Grande do Sul, fortemente atingidos por inundações recentes. Instituições financeiras poderão oferecer uma carência de até 180 dias nos pagamentos de empréstimos e refinanciamentos para esse grupo, com incidência de juros durante o período. 

Dessa forma, essa ação tem o objetivo de auxiliar na recuperação dos que foram adversamente afetados pelas chuvas e necessitam reorganizar suas finanças sem o peso imediato dos descontos em seus benefícios.

Veja também:

Taxação de 20% em compras internacionais é aprovada

Enfim, com esse conjunto de reduções e medidas de suporte, o CNPS espera não apenas aliviar a carga financeira dos beneficiários do INSS, mas também oferecer meios para que a recuperação econômica do RS ocorra de forma mais ágil.

Imagem: rafapress / shutterstock.com