Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

INSS vai pagar R$ 2,4 bilhões em atrasados; veja se vai receber uma parte

A Justiça Federal liberou R$ 2,4 bilhões em atrasados do INSS. Saiba mais sobre como funciona este pagamento!

O Conselho da Justiça Federal (CJF) anunciou a liberação de R$ 2,4 bilhões em pagamentos atrasados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Este montante representa uma significativa ajuda para milhares de beneficiários que aguardam seus direitos há meses ou até anos.

Ainda, a região Sul do Brasil receberá atenção especial com uma força-tarefa dedicada a agilizar o pagamento desses valores. Continue a leitura para mais informações!

Entenda como funciona a liberação de atrasados do INSS pelo CJF

atrasados do INSS
Imagem: Vergani Fotografia / Shutterstock.com

Os valores são referentes às Requisições de Pequeno Valor (RPVs) para aposentados e pensionistas que venceram processos contra o INSS. Trata-se, portanto, de pagamentos realizados para valores de até 60 salários mínimos, resolvendo ações judiciais de forma mais ágil. No contexto atual, esse valor corresponde a até R$ 84.720.

Ao total, o pagamento beneficiará cerca de 141,3 mil segurados do órgão que tiveram 108,3 mil processos judiciais resolvidos com ordem de pagamento emitida em abril deste ano.

Sendo assim, as RPVs são uma via rápida para indivíduos receberem valores devidos após vitórias em processos judiciais contra órgãos públicos, incluindo ações contra o INSS. Com a ordem judicial definida, o pagamento deve ocorrer rapidamente, geralmente em até dois meses.

Como o Sul do país está agilizando os pagamentos

Ao Sul, especialmente nos estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, organizou-se uma força-tarefa para acelerar esses pagamentos devido às recentes enchentes que afetaram os sistemas judiciários. Assim, a previsão é que todos os pagamentos aconteçam até a próxima sexta-feira (31) priorizando indivíduos com ações previdenciárias relacionadas a benefícios por incapacidade.

Aliás, devido ao desastre natural, os sistemas judiciais foram desligados por 18 dias, o que provocou uma paralisação temporária na tramitação dos processos. Com a retomada ao trabalho, estabeleceu-se o regime de plantão extraordinário para que todas as decisões necessárias ocorressem agilmente, garantindo que não haja atrasos adicionais aos pagamentos dos atrasados do INSS.

Veja também:

INSS começa a pagar décimo terceiro antecipado HOJE (24)

Como verificar o status?

Dito isso, confira abaixo como é possível ver o status do pagamento dos atrasados do INSS.

  • Acesse o site do tribunal responsável pelo seu caso;
  • Utilize seu CPF ou o número da OAB do advogado para realizar a consulta;
  • Localize a opção “Consulta Processual” no site e siga as instruções para obter informações detalhadas sobre o status do seu pagamento.

Imagem: Vergani Fotografia / Shutterstock.com