Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Investimento de R$ 1,34 bilhão chega a mais de 9 milhões de brasileiros; seu nome está na lista de pagamentos?

Governo vem com um investimento bilionário para atender milhões de cidadãos. Você é um deles? Confira aqui!

Mais de 9 milhões de contemplados pelo Bolsa Família recebem, neste mês, R$ 1,34 bilhão de do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS). Esse valor é especificamente destinado ao Primeira Infância.

Na prática, o adicional de R$ 150 no valor do programa social é destinado às crianças de até 6 anos. Portanto, estão nessa lista de pagamento os lares que têm crianças na faixa etária citada.

Para garantir o repasse, é fundamental que o beneficiário siga todas as regras do Bolsa Família. De modo geral, elas estão relacionadas ao registro no Único (CadÚnico), à renda per capita, à saúde e à pessoas que recebem o .

Investimento requer seguir alguns requisitos

Para fazer parte da lista de pagamento do programa social, o beneficiário precisa, primeiramente, ter renda per capita de até R$ 218. No caso das pessoas que moram sozinhas – denominadas de famílias unipessoais – e de integrantes que conseguiram um emprego, esse é de R$ 660, o equivalente a ½ mínimo.

Leia também: 4 super benefícios liberados pelo cartão Elo; confira a lista

Na imagem, mão segurando o novo cartão do Bolsa Família.
Imagem: Divulgação / Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (Roberta Aline)

Além de certificar a condição econômica, o registro do CadÚnico também serve para comprovar a situação social da população pobre do país. Sendo assim, outra regra é mantê-lo atualizado a cada dois anos, a cada mudança, ou quando o MDS solicitar.

Saúde e educação

Para ter direito ao investimento do , existem, também, alguns requisitos relacionados à saúde. No caso, as gestantes precisam fazer acompanhamento pré-natal, enquanto as crianças de até 7 ano necessitam passar por acompanhamento nutricional. Ademais, todos precisam ser vacinados, de acordo com o nacional.

Já na área da educação, o MDS determina que dos 4 aos 5 anos, a criança precisa frequentar pelo menos, 60% das aulas. Por fim, dos 6 aos 18 anos, o estudante deve manter a frequência mínima escolar em 75%.

Imagem: Cassiohabib / shutterstock.com