Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Itaú lança plataforma para desmentir notícias falsas; saiba mais

Plataforma vai monitorar e identificar notícias falsas que circulam nos meios digitais. Confira a novidade do Itaú!

Olhando para os avanços das ferramentas tecnológicas, o Itaú Unibanco lançou uma plataforma destinada ao combate de notícias falsas e desinformação. Nomeada de #ÉFake, a plataforma funcionará como um canal de comunicação, disponibilizando um serviço de mensagens instantâneas e e-mails para emitir alertas rápidos sobre possíveis golpes.

O principal objetivo dessa novidade é alertar e esclarecer sobre as notícias falsas. Nesse sentido, haverá circulação para todos os interessados, incluindo funcionários, clientes, investidores e jornalistas.

Como o #ÉFake do Itaú combate as fake news?

O processo de combate às notícias falsas tem a ajuda da Q-Insider®, uma plataforma exclusiva da Quaest para coleta e mineração de dados.

Dessa forma, a #ÉFake tem a capacidade de rastrear e identificar rapidamente notícias falsas relacionadas à marca Itaú. O sistema tem um amplo alcance, identificando informações falsas que circulam em sites, blogs, redes sociais e grupos de mensagens.

cubos de madeira que podem formar a palavra fake ou a palava fact

Verificador de fake news do Itaú

O diferencial da #ÉFake está na agilidade em identificar e desmontar notícias falsas que podem causar danos irreparáveis ​​à imagem do Itaú e aos usuários envolvidos. A ideia é que, com a plataforma, todos os envolvidos estejam cientes da origem verídica das informações antes de compartilhar.

A gestão da plataforma e a curadoria do seu conteúdo são de responsabilidade da equipe de Comunicação Corporativa do Itaú Unibanco. Esses especialistas trabalham para garantir que a #ÉFake seja uma fonte confiável de informação, contrapondo o aumento de notícias falsas.

Afinal, o que são fake news?

Fake news são informações falsas ou enganosas apresentadas como se fossem verdadeiras, muitas vezes com a intenção de enganar ou manipular a audiência. Essa desinformação pode se manifestar de diversas maneiras, incluindo manchetes enganosas, histórias fabricadas, imagens ou vídeos manipulados e informações retiradas de contexto.

Veja também:

INSS se manifesta após sumiço de mais de 200 mil pedidos; confira

As fake news geralmente se disseminam por meio de mídias sociais, sites ou outras plataformas online. Elas podem ter consequências significativas ao influenciar a opinião pública, espalhar rumores e até mesmo impactar processos políticos.

Imagem: casa.da.photo/shutterstock.com