Afinal, por mais quanto tempo o auxílio emergencial será pago?

0

Afinal, por mais quanto tempo o auxílio emergencial será pago? O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem (30), que a extensão do auxílio emergencial será de, no mínimo, mais três meses. No entanto, ele também disse que poderá durar mais, ou seja, até quando durar a crise.

É provável que você também goste:

Atenção: prazo para pedir o Auxílio Emergencial termina amanhã (2)

App Shell Box oferece desconto no combustível em fase de reabertura gradual das atividades.

Serasa: Como descobrir quais empresas consultaram seu CPF?

IZ Pay Supercashback, criado por startup do Itaú, promete revolucionar a forma de pagar cashback no Brasil

Afinal, por mais quanto tempo o auxílio emergencial será pago?

As primeiras parcelas prometidas pelo governo foram dadas aos trabalhadores que comprovaram ter ficado sem recursos devido à pandemia.

Entretanto, até ontem havia uma especulação de que três parcelas seriam pagas, provavelmente, no valor de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, nessa ordem.

Paulo Guedes participou de uma videoconferência com deputados federais e senadores para tratar sobre o coronavírus. Ele afirmou que a expectativa é de que o benefício não precise ir além de mais três meses. No entanto, caso seja necessário, o governo irá estudar como ele será mantido. “Nós acreditamos que vai descer em três meses com algum vigor, mas, se não descer, lá vamos nós pensar quanto tempo mais vamos segurar o fôlego.”

O ministro ainda disse que a Covid-19 tem se comportado de acordo com as previsões do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. “A gente sabia que em abril a pandemia estaria em alta, maio, junho e início de julho continuava em cima, num platô, e no final de julho para agosto ela descia forte.”

O ministro, contudo, não quis revelar mais detalhes referentes aos valores que serão ainda pagos nas próximas parcelas.

Oficialmente o auxílio terá mais duas parcelas de R$ 600

Depois da fala da manhã, o ministro Paulo Guedes disse, em cerimônia no Palácio do Planalto, que o auxílio emergencial terá mais duas parcelas de R$ 600.

O presidente Jair Bolsonaro ainda disse que chegou a dizer que vetaria o valor de R$ 600, mas recuou para evitar atritos com o Congresso. O governo deve publicar um decreto para estender o benefício.

Calendário

O Ministério da Cidadania vai elaborar um calendário como foi divulgado nas primeiras parcelas para detalhar o pagamento.

Considerações Finais

Portanto, em princípio, as parcelas do auxílio emergencial serão para mais dois meses. No entanto, isso vai depender de outros fatores como o controle da doença ou até mesmo caso descubram uma cura ou uma vacina.

Gostou da matéria sobre por mais quanto tempo o auxílio emergencial será pago?

Então nos siga em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim você fica por dentro de tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, financiamentos, empréstimos e tudo relacionado ao mundo das fintechs.

Imagem: Divina Epiphania/shutterstock.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais