Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Ministério da Justiça e Febraban estudam combater crimes cibernéticos

A intenção é inibir o aumento de crimes cibernéticos no Brasil

0

Na última sexta-feira (10), a Febraban e o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) discutiram em reunião a criação de um plano. A intenção é inibir o aumento de crimes cibernéticos no Brasil. Segundo o comunicado, a iniciativa deve se intitular como Estratégia Nacional de Combate ao Crime Cibernético. 

Pix proibido em SP? Deputado quer acabar com a “tentação do bandido”

Ministério da Justiça e Febraban estudam combater crimes cibernéticos

Em suma, para a criação do fórum, a Febraban e o MJSP se inspiram na formação da ECCLA – Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro. Lançada em 2003, a ECCLA é uma influência pois apresenta resultados “exitosos”. 

Seja membro

De acordo com a Febraban, em 2020, os bancos e as instituições financeiras investiram R$ 2,5 bilhões em cibersegurança. Além disso, a associação afirma que as transações pelo celular representam metade das operações financeiras. 

Entretanto, o incentivo que atraiu os investimentos na área não acabou com os criminosos virtuais. Além disso, houve o crescimento de crimes relacionados ao Pix. Inclusive, cada vez mais aumentam os ataques cibernéticos, como as invasões de ransomware e os ataques DDoS. De acordo com o ministro da Justiça, Anderson Torres, presente na reunião com a Febraban,

“É um crime que incomoda muito a sociedade, causa prejuízos enormes ao cidadão. A gente precisa ampliar as capacitações e trazer uma mudança de cultura institucional para as Polícias de forma a avançar nas investigações, punir e responsabilizar os criminosos.”

A Estratégia Nacional de Combate ao Crime Cibernético quer aumentar a identificação dos suspeitos desse tipo de crime, além de ampliar o conhecimento técnico de forças ligadas às investigações. Além disso, a parceria entre o ministério e a Febraban busca ainda, aumentar a colaboração entre os agentes públicos e privados. 

Para alcançar o seu objetivo, o fórum precisa fomentar o compartilhamento de dados relacionados a fraudes entre o MJSP e a Febraban. Além disso, está previsto, o treinamento de policiais e de agentes das duas organizações em temas como a cibersegurança e fraudes digitais. 

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Skorzewiak / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.