Nova CPMF vai taxar também transações físicas

A assessora especial do Ministério da Economia Vanessa Canado disse, nesta quarta-feira (26), que o novo imposto sobre pagamentos, que está sendo comparado com a nova CPMF, não deve taxar apenas transações digitais, mas sim todas as transações da economia.

É provável que você vá gostar:

Como funciona o Empréstimo CDC FGTS do Banco do Brasil?

É possível ganhar um porta-cartão do Nubank em 2020?

PIX: BS2 é o primeiro banco aprovado no teste de performance do BC

Nova CPMF vai taxar também transações físicas

Em entrevista aos jornais Valor Econômico e O Globo, ela disse o seguinte: “para ser um tributo de base ampla, obviamente ele não captura só as transações digitais. Tem que capturar todas as transações da economia”.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, vem defendendo há um bom tempo o novo imposto, que é chamado o tributo de digital, com o intuito de ressaltar que ele seria aplicado ao comércio eletrônico.

Contudo, segundo a assessora, esse novo tributo tem um diferencial entre a CPMF, que é o de aproveitar a maior digitalização das transações no Brasil. Ela disse que “A contribuição sobre pagamentos ganha uma nova conotação em relação à CPMF por causa da digitalização da economia”, afirmou

Canado ainda afirmou que “Quando você torna a economia menos corpórea, a forma de rastrear essa economia sem dúvida alguma é mais fácil pelo fluxo de pagamentos, e é essa a ideia na cabeça do ministro”, disse. “A legislação está sendo desenhada para refletir esse novo mundo digital rastreável através das transações financeiras”.

“Essa é a lógica. É ampliar a base de arrecadação com esse novo tributo que capture melhor, rastreie melhor o fluxo da economia digital, já que não tem o bem corpóreo circulando”, disse.

A assessora ainda afirmou, no entanto, que o governo ainda está desenhando a proposta. Mas será detalhada no momento em que haja o envio ao Congresso. Canado não deu um prazo para isso.

Enfim, gostou da nossa matéria sobre a nova CPMF?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress/shutterstock.

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar