Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Novo DPVAT vai custar 10 vezes mais que o antigo? Saiba mais!

Entenda as mudanças do novo seguro DPVAT. Leia mais e saiba se o seguro custará 10 vezes mais que o antigo!

Na última quarta-feira, o plenário do Senado Federal aprovou, com 41 votos a favor e 28 contra, a reinstituição do seguro obrigatório conhecido como DPVAT. Esse seguro, fundamental para indenizar vítimas de acidentes de trânsito, pode sofrer alterações significativas, incluindo um possível aumento de preço e mudanças em sua gestão.

O DPVAT, acrônimo para Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, tem como principal objetivo oferecer indenizações às vítimas de acidentes de trânsito em todo o território nacional. Este seguro é essencial para custear não somente assistência médica e hospitalar, mas também para amparar as famílias em caso de mortes e invalidez permanente.

Por que o DPVAT vai ficar mais caro?

Com a aprovação recente no Senado e o encaminhamento para sanção presidencial, o DPVAT pode apresentar um aumento nos valores cobrados. Segundo estimativas do governo, representadas pelo líder no Senado Jaques Wagner, o valor anual do seguro varia entre R$ 50 e R$ 60. Isso representa uma elevação considerável quando comparado ao último valor, que era de R$ 5,23 em 2020.

uma mão que só aparece o dedo polegar segurando um celular, que exibe o aplicativo do DPVAT em sua tela, em segundo plano tem algo semelhante a tela de um notebook com a página do DPVAT aberta
Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Uma grande novidade é a mudança na gestão do DPVAT, que, segundo o projeto aprovado, passará a ser gerido pela Caixa Econômica Federal. Além disso, não haverá mais distinção entre as taxas aplicadas para motos e automóveis – uma mudança que reflete a nova política de universalização do seguro. Outra alteração relevante é que o licenciamento do veículo só será liberado mediante o pagamento do seguro, cuja inadimplência implicará em multa grave, intensificando as penalidades para os não pagadores.

O que acontece se o seguro não for pago?

  • Pagamento do licenciamento: Segundo o novo projeto, o licenciamento do veículo só poderá ser realizado após o pagamento do seguro.
  • Multa por inadimplência: A falta de pagamento do DPVAT resultará em uma multa no valor de R$ 195,23. Dessa forma, configurando uma infração grave no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Assim, essas mudanças certamente impactarão todos os proprietários de veículos, elevando os custos anuais e vinculando ainda mais o seguro ao processo de legalização dos veículos.

Como fica a situação após a sanção presidencial?

Outrossim, agora que o projeto foi aprovado pelo Senado, o próximo passo é a sanção ou veto do Presidente da República. Dessa maneira, caso sancionado, o novo formato do seguro obrigatório passará a valer a partir de 2025. Alterando significativamente a forma como os brasileiros se relacionam com este importante mecanismo de proteção a vítimas de trânsito.

Dessa forma, desde sua criação, o DPVAT tem desempenhado um papel crucial na assistência às vítimas de acidentes de trânsito. Com as alterações propostas, espera-se que a cobertura e efetividade deste seguro sejam ampliadas, o que é vital para um país com um índice elevado de acidentes de trânsito como o Brasil.

Veja também:

Bolsa Família vai ter pagamento de R$600, R$650 e R$700; veja quanto vai receber

Resta agora aos cidadãos e especialistas acompanharem os próximos passos e se prepararem para as mudanças que estão por vir. Assim, garantindo que todos estejam cientes de suas obrigações e dos benefícios garantidos por este importante seguro.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com