Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

O que é BaaS (Banking as a Service) e sua relação com o Open Banking?

Descubra como o BaaS vai mudar a vida do consumidor brasileiro

0

Lembra de quando era necessário ir até uma agência do seu banco para sacar dinheiro, para só então com as cédulas em mãos, poder comprar um produto em alguma loja física? Graças ao Banking as a Service (BaaS), atualmente isso não é necessário. Isso porque há muitas lojas online e os bancos estão dentro dos nossos smartphones. Com a tecnologia, podemos acessar uma variedade de serviços bancários sem sair de casa. Já os lojistas podem integrar recursos como processamento de pagamentos e parcelamento através de equipamentos. Assim é possível oferecer a facilidade de pagamento com cartão ou por aproximação.

Em todos os setores da sociedade, a transformação digital está democratizando os dados para permitir maior transparência e melhores experiência às pessoas. As novas tecnologias estão abrindo sistemas para startups, bancos digitais e fintechs. Porém, diferentemente do passado, agora teremos a oportunidade de sermos donos dos nossos dados financeiros.

Nos serviços financeiros, as plataformas Banking-as-a-Service (BaaS) surgiram como um componente-chave do open banking, no qual as empresas fornecem mais opções de transparência financeira para os consumidores, abrindo suas interfaces de programação de aplicativos (APIs) para terceiros desenvolverem novos serviços.

Os bancos digitais e fintechs já quebraram os grandes lucros dos bancos tradicionais. Isso porque eles oferecem produtos financeiros de maior qualidade de maneira isenta ou com taxas muito mais em conta. E o modelo BaaS deixa as coisas cada vez mais democráticas e transparentes para os consumidores.

Seja membro

O que é BaaS (Banking as a Service) e sua relação com o Open Banking?

Antes de mais nada, o BaaS é uma abordagem de ponta a ponta que facilita que empresas fintech e outras organizações terceirizadas se conectem com o sistema de um banco que emprega APIs (Interface de Programação de Aplicações, em português). Através disso, elas podem direcionar serviços financeiros inovadores sobre a infraestrutura regulamentada do banco provedor, permitindo serviços de open banking.

Em resumo, a tecnologia Banking as a Service permitirá que qualquer empresa, independentemente do ramo, possa oferecer produtos financeiros. Ou sejam empresas que não são instituições financeiras poderão oferecer produtos financeiros.

Como funciona o BaaS?

Em primeiro lugar, o modelo BaaS funciona da seguinte maneira: uma fintech, banco digital ou outro provedor de terceiros (TPP) paga uma taxa para acessar a plataforma BaaS. A partir daí, a instituição financeira abre suas APIs ao TPP, concedendo assim acesso aos sistemas e informações necessários para a elaboração de novos produtos bancários, ou o oferecimento de serviços bancários white label.

Ademais, além de avançar o open banking, as instituições que lançam suas próprias plataformas no sistema BaaS também abrem novas oportunidades de receita. As duas principais estratégias de monetização para o BaaS incluem cobrar uma taxa mensal para acesso à plataforma ou cobrar “à la carte” por cada serviço utilizado.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: MK photograp55 / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.