Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

O que é necessário para transformar auxílio-doença em aposentadoria por invalidez?

Descubra se o auxílio-doença pode ou não ser convertido em aposentadoria por invalidez e fique por dentro de seus direitos.

Muitos trabalhadores se veem impedidos de trabalhar em virtude de alguma situação fora de seu controle. Alguns exemplos disso são acidentes ou doenças que impossibilitam o exercício da profissão por um tempo considerável. É aí que entra o auxílio-doença. Mas, será que é possível convertê-lo em aposentadoria por invalidez?

Assim, a possibilidade de converter o auxílio-doença em aposentadoria por invalidez é uma realidade para muitos trabalhadores que enfrentam incapacidades. Neste artigo, exploraremos os requisitos necessários para essa conversão e as vantagens que podem surgir desse processo.

Auxílio-doença para aposentadoria por invalidez

Faixada de agência do INSS
Imagem: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com

Perícia médica é determinante

A chave para a conversão do auxílio-doença em aposentadoria por invalidez está na confirmação da incapacidade permanente por meio de uma perícia médica. Além disso, é crucial apresentar documentos que respaldem essa condição.

Veja também:

Aposentados do INSS podem contratar Seguro de Vida?

Outros requisitos incluem a impossibilidade de exercer qualquer tipo de trabalho, uma carência mínima de 12 meses e a qualidade de segurado. É importante ressaltar que, em alguns casos, a carência pode não ser exigida.

As vantagens de converter o auxílio-doença

Análise individual para maximizar benefícios

Determinar as vantagens da conversão requer uma análise individual de cada caso. Tanto o auxílio-doença quanto a aposentadoria por invalidez são essenciais para proporcionar uma vida digna aos trabalhadores incapacitados. Então, a escolha entre eles dependerá de diversos fatores, incluindo valores e benefícios específicos de cada modalidade.

Valores e acréscimos

Em termos de valores, o cálculo da aposentadoria por invalidez se baseia na média de todos os salários de contribuição desde julho de 1994, com uma alíquota inicial de 60%.

Além disso, esse benefício pode receber um acréscimo de 25% se o beneficiário necessitar da assistência constante de outra pessoa. Comparativamente, o auxílio-doença corresponde a 91% do salário de benefício limitado à média dos últimos 12 salários de contribuição.

Consulte um especialista

Diante da complexidade desses processos, é crucial buscar a orientação de um advogado previdenciário confiável. Assim, a competência do profissional pode garantir que se trate cada caso de maneira adequada, otimizando os benefícios do trabalhador.

A possibilidade de converter o auxílio-doença em aposentadoria por invalidez oferece uma alternativa vital para aqueles que enfrentam incapacidades permanentes. Portanto, para explorar essa opção, contar com a assessoria de um advogado previdenciário é o caminho mais seguro e eficaz.

Imagem: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com