Para bancar o Renda Cidadã, Guedes quer acabar com o desconto de 20% do IRPF

O desconto existe para quem opta pelo desconto simplificado do Imposto de Renda.

0

A novela do governo continua em relação aos desdobramentos do fim do Bolsa Família. Depois de abandonarem a ideia do Renda Brasil, o Renda Cidadã está sendo desenhado pelo Ministério da Economia. Entretanto, o governo pensa agora em acabar com o desconto de 20% do Imposto de Renda, para quem opta pelo desconto simplificado, tudo para que possa ser bancado o Renda Cidadã. Caso seja incorporada, essa medida pode atingir cerca de 17 milhões de pessoas.

É provável que você também goste:

Acordo Certo oferece 78 milhões de renegociações com até 95% de desconto

No dia do empreendedor, Neon lança a conta digital MEI Fácil

Você pode ainda conseguir o auxílio emergencial de R$ 600 e nem sabe

Para bancar o Renda Cidadã, Guedes quer acabar com o desconto de 20% do IRPF

A informação foi obtida por uma reportagem do Jornal Folha de S. Paulo. Técnicos do Ministério da Economia disseram ao jornal que, somente com esse corte de desconto, o benefício mensal médio do Bolsa Família poderia ser ampliado de R$ 190 para valores entre R$ 230 e R$ 240.

Criado há cerca de 45 anos, o formulário simplificado da declaração do IR deixaria de existir. Em troca, o direito às deduções médicas e educacionais seria mantido, benefícios que eram ameaçados pelo Ministério da Economia desde o ano passado.

Entretanto, mesmo cortando o desconto de 20% no Imposto de Renda, seria preciso abrir espaço no teto de gastos, regra que limita as despesas públicas à variação da inflação.

O Ministério da Economia argumenta que o modelo simplificado do IR somente fazia sentido quando o mundo não era digitalizado, e era trabalhoso para os contribuintes pudessem guardar, reunir e recuperar a papelada que seria apresentada para viabilizar as deduções.

Por fim, a equipe do ministro Paulo Guedes ainda trabalha nas contas da economia que seria gerada com o corte.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: rafastockbr via shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais