Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Petrobras: Bolsonaro quer usar dividendos para segurar preços de combustíveis

0

Na última quinta-feira (30), Bolsonaro realizou a sua transmissão semanal, na qual citou a chance de repassar os dividendos da Petrobras, a um fundo regulador que pode modular a alta dos combustíveis. De acordo com o chefe do Executivo, ele discutiu a ideia com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano. Ao falar sobre a alta nos preços dos combustíveis, Bolsonaro afirmou que “Temos de buscar solução para isso”. Abaixo, confira todos os detalhes desse assunto.

Auxílio Emergencial perde 80% do poder de compra da cesta básica

Petrobras: Bolsonaro quer usar dividendos para segurar preços de combustíveis

De acordo com Bolsonaro:

“Vim conversando com Montezano, hoje, no avião, o presidente do BNDES, pegando dicas com ele, o que a gente pode fazer. É criar fundo regulador, é ver lucro da Petrobras… Aquele que vem para o governo federal, para nós, ninguém vai meter a mão em nada… Será que esse dinheiro da Petrobras que vem para nós – será, estou perguntando, não estou afirmando – que é lucro bilionário, nós não podemos converter para esse fundo regulador?”, questionou o presidente. “Toda vez que der um aumento, você não repassar todo aumento, ou não repassar aumento nenhum. Você faz caixa quando está mais no baixo e quando sobe você, com esse caixa, compensa o reajuste lá na frente”.

Em suma, o presidente da Câmara, Arthur Lira já havia dado a ideia de criar um fundo regulador, que reduza os impactos da oscilação do mercado internacional, sobre o preço dos combustíveis. Segundo o parlamentar, a medida não alteraria os preços da Petrobras. Ademais, Bolsonaro cita que “Vocês ficam indagando, como a gente pode ser autossuficiente (em petróleo) e pagar o preço do mercado internacional? É uma coisa acertada lá atrás”, afirmou o presidente.

Diante do apoio de Lira, o governo defende um projeto em tramitação no Congresso, para poder fixar o valor nominal do ICMS, uma das principais fontes de renda dos Estados, e não apenas a alíquota. Dessa forma, o governo poderia tentar reduzir os impactos sobre o preço dos combustíveis, disponibilizados pela Petrobras.

Por fim, o presidente voltou a dizer que o diesel está caro, mas abaixo da média mundial. “Não posso fazer milagre, alguns querem que eu interfira na canetada, mantenha o preço lá embaixo, se eu fizer isso, o caos se instala”, disse o presidente.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal  do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.