Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

PIX errado na Caixa: veja como funciona o Mecanismo Especial de Devolução

Você é cliente da Caixa Econômica Federal e fez um Pix errado? Veja aqui como a instituição federal pode te ajudar nesse caso.

A Caixa Econômica Federal (CEF) é uma integrante ativa do Arranjo Pix. Sendo assim, ela incorpora o Mecanismo Especial de Devolução, que, por sua vez, é uma iniciativa do Banco Central (BC). Com isso, existe a possibilidade de resolver o problema de Pix enviado errado na Caixa.

O objetivo do Mecanismo Especial de Devolução é destinar e simplificar o processo de recuperação de valores enviados através do Pix em casos de suspeita fundamentada de golpe ou falha no sistema operacional. Neste mecanismo, a Caixa possui a capacidade de solicitar a devolução de Pix errado.

Estes valores são enviados de suas contas para as instituições participantes do Pix. Quando há notificação da Caixa, a instituição receptora do crédito tem que bloquear o valor disponível e fazer a restituição do Pix errado.

Prazo de restituição do Pix errado na Caixa

Logo do PIX em destaque, ao fundo mulher preocupada olhando para o celular.

Essa restituição do Mecanismo Especial de Devolução deve ocorrer em até 11 dias, se confirmada a atividade irregular. Para acionar o mecanismo, você pode entrar em contato direto com a Caixa Econômica.

Veja também: Cobrança indevida na Uber: passo a passo de como pedir o reembolso

Para isso, use o SAC que atende no número 0800 726 0101 ou vá até uma das agências da Caixa. Fazendo assim, a devolução pode ser parcial ou total, dependendo da disponibilidade do valor na instituição receptora.

Uma vez efetivada, você poderá conferir no extrato da conta e no extrato Pix. Além disso, a instituição federal pode ser acionada por outros bancos em casos de suspeita de fraude nas transações Pix recebidas. 

O que acontece quando não há confirmação da fraude?

Se a fraude não for confirmada, o valor é desbloqueado em até 7 dias corridos. Sendo assim, caso comprove-se alguma atividade irregular, a Caixa vai acionar o Mecanismo Especial de Devolução e com isso vai proceder com o reembolso à instituição solicitante. 

Ademais, em casos de falha operacional, como transações duplicadas em que a CEF realiza um pagamento em dobro, o atendimento do pedido deve ocorrer em até 24 horas. No entanto, para isso, é preciso que haja saldo suficiente na conta. 

Devolução em casos de falha

Ao receber uma solicitação de devolução do Pix por falha operacional de outra instituição, a CEF fará o reembolso em até 24 horas. Sendo assim, é importante ressaltar que você vai receber uma notificação sobre qualquer operação de bloqueio, débito ou crédito realizada na conta.

Ademais, o Banco Central é quem define e monitora o Mecanismo Especial de Devolução, com o objetivo de fortalecer a segurança e eficiência para todos. Por fim, as condições específicas para bloqueio e desbloqueio de valores estão detalhadas nos contratos da respectiva conta.

Imagem: Antonio Guillem / shutterstock.com – Edição: Seu Crédito Digital