Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Objetivo do Pix não é substituir TED e DOC, diz Banco Central

Fala ocorreu nesta quarta-feira (25), durante 11ª reunião do Neasf

0

De acordo com anúncio feito pelo presidente do Banco Central (BC), Roberto de Oliveira Campos Neto, o Pix não foi pensado para substituir o TED e o DOC, modalidades de operação financeira de transferência de valores. Isso porque, passados nove meses do lançamento do sistema de pagamentos, ele considera que o desenvolvimento da ferramenta ainda inicial.

“Quando lançamos o Pix, a reação inicial era dizer que ele ia substituir TED e DOC. E eu dizia: se ele substituir TED e DOC é porque nós falhamos. A ideia não é essa. A ideia é baixar o custo de intermediação a tal ponto que aumente o nível de transações e fomente novos modelos de negócio”, afirmou. Quer saber mais? Então continue a leitura.

Objetivo do Pix não é substituir TED e DOC, diz presidente do Banco Central

Além disso, de acordo Campos Neto, atualmente cresce cada vez mais o número de ambulantes que aceitam pagamento em Pix, por exemplo. No final deste ano, a expectativa é que o sistema já possa ser usado para saques em estabelecimentos comerciais.

Seja membro

“Nós queremos fazer um levantamento do número de contas que foram abertas porque as pessoas precisavam usar o Pix”, afirmou.

As falas do presidente do Banco Central ocorreu nesta quarta-feira (25), durante a 11ª reunião do seu Núcleo de Estudos Avançados de Regulação do Sistema Financeiro Nacional (Neasf), promovida pela FGV. Durante o encontro, ele também falou sobre reformas que estão sendo trabalhadas pelo BC atualmente.

Pix já registrou mais de 280 milhões de chaves de pessoas físicas

Assim, de acordo com os dados apresentados, até o mês passado, cerca de 96,3 milhões de pessoas físicas já tinham registrado 282,2 milhões de chaves Pix. Já os números entre pessoas jurídicas são menores: cerca de 6,4 milhões de empresas e organizações com 11,9 milhões de chaves registradas.

Segundo o presidente do BC, o maior uso do Pix é para transação de pessoa para pessoa. Ele apenas recentemente começou a crescer os pagamentos envolvendo pessoa jurídica, o que revela o potencial para se aumentar sua capilaridade. Campos Neto também avalia que o sistema instantâneo de pagamento veio para facilitar a vida das pessoas, além de reduzir custos e possibilitar novos modelos de negócio.

Por fim, o presidente do BC falou ainda sobre a evolução tecnológica e a possibilidade de novos atores passarem a oferecer serviços financeiros.

“Em algum momento a dúvida não vai ser qual o banco que eu entro pra fazer um serviço. Vai ser qual o canal que eu uso pra atingir o serviço que o banco oferece. E muito provavelmente esse canal não será o banco. Estamos vendo isso com as redes sociais”, concluiu.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de créditoempréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.