Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Para evitar golpes, Pix pode ter limitação flexível de horários

O Banco Central cria um bloqueio de horários para transferências, limitação de valores, e até a escolha de destinatários

0

Na última sexta-feira (27), o Banco Central (BC) anunciou novas mudanças no Pix. Em suma, o BC cria um bloqueio de horários para transferências, limitação de valores, e até a escolha de destinatários. Dessa forma, o BC busca melhorar e reforçar a segurança do sistema de pagamentos. 

Objetivo do Pix não é substituir TED e DOC, diz Banco Central

Para evitar golpes, Pix pode ter limitação flexível de horários

A meta da instituição é barrar as fraudes e os roubos criminosos que usam o Pix em contravenções bancárias. Assim, o usuário vai poder escolher, por exemplo, os limites e horários diferentes para fazer as transferências. Dentre as mudanças, está o limite de R$ 1 mil em transações durante o dia. 

Seja membro

De acordo com o presidente do BC, Roberto Campo Neto, “Temos seguranças que os valores de transações [Pix] são, majoritariamente, abaixo de R$ 1000. Então, a intervenção protege o patrimônio das pessoas, não diminui usabilidade e desincentiva crimes como sequestro relâmpago”.

Além disso, a instituição vai por restrições para proteger clientes que fazem os chamados TEDs: as instituições não podem acolher TEDs de várias titularidades entre as pessoas físicas e MEIs, entre 20h e 6h do dia seguinte. O agendamento é feito para o dia seguinte e o usuário pode cancelar. 

Segundo Campos Neto, “Se você sofrer sequestro relâmpago 2h30 da manhã e o criminoso te impuser que você faça uma TED, você não pode cancelar essa TED e constará a partir da entrada das informações às 4h. Logo, todas as TEDs nesses horários precisarão ser agendadas para o dia seguinte”.

Campos Neto ainda destaca que os crimes bancários já eram comuns com as demais modalidades de transferência, como o TED e DOC. E agora, também há os crimes em cima do Pix. O cliente vai ter que fazer as escolhas das medidas de segurança. 

Veja o que muda:

  • As operações entre pessoas físicas ficam limitadas em R$ 1.000 (incluindo MEIs) das 20h às 6h. Inclusive as transferências intrabancárias, os cartões de débito e a liquidação de TEDs;
  • Além disso, vai haver um prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para a efetivação de pedido de aumento do limite de transações, feito por canal digital;
  • O cliente vai poder estabelecer os limites transacionais diferentes no Pix para os períodos diurno e noturno;
  • As instituições vão poder ofertar a funcionalidade que permite ao usuário cadastrar contas que podem receber Pix acima dos limites estabelecidos;
  • Haverá um prazo mínimo de 24h para que o cadastramento prévio de contas por canal digital produza efeitos;
  • Os participantes do Pix vão poder reter uma transação por 30 minutos durante o dia ou por 60 minutos durante a noite para a análise de risco da operação;
  • Além disso, passa a ser permitida as consultas ao DICT para nutrir os sistemas de prevenção à fraude das instituições;
  • Os usuários do Pix vão poder adotar controles adicionais em relação a transações envolvendo contas marcadas no DICT;
  • O usuário de arranjos de pagamentos eletrônicos vai poder compartilhar com as autoridades de segurança pública, as informações sobre transações suspeitas;
  • As instituições reguladas vão ser obrigadas a adotar controles adicionais sobre fraudes, com reporte os conselhos reguladores, bem como avisar o Banco Central sobre tudo;
  • Por fim, o histórico comportamental e de crédito vai ser obrigatório para que as empresas possam antecipar os recebíveis de cartões com pagamento no mesmo dia.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: RoberioJr / shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.