Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

PL propõe segunda chamada de concursos públicos para mulheres grávidas; entenda!

Projeto de Lei propõe segunda chamada de concursos públicos para mulheres grávidas. Entenda como essa medida pode beneficiar as candidatas.

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei importante para garantir mais direitos às mulheres gestantes, parturientes e puérperas que participam de concursos públicos federais. Este projeto permite que as candidatas realizem provas em segunda chamada.

O PL 1.054/19 estipula que as mulheres grávidas e puérperas poderão solicitar a realização de provas em um segundo momento caso condições de saúde as impeçam de comparecer na data original. Essa nova possibilidade busca assegurar que a maternidade não seja um impedimento para a progressão profissional destas mulheres.

Como será garantido este direito as grávidas?

Para usufruir desse novo direito, as candidatas deverão apresentar documentos médicos que comprovem a impossibilidade de comparecimento no dia inicialmente previsto. Importante destacar que a apresentação de documentos falsos poderá resultar em penalidades severas, incluindo exclusão do concurso e a obrigação de ressarcimento dos custos ao órgão organizador.

Imagem de uma mulher grávida segurando uma mochila cinza
Imagem: Peter Schulzek / Shutterstock.com

Você pode agendar a nova prova para um período entre 30 e 90 dias após a data original. Essa flexibilidade é crucial para adaptar-se às diferentes necessidades das candidatas durante o período gestacional ou puerperal. Além disso, há a possibilidade de realizar essa segunda chamada de forma remota, facilitando o acesso das mulheres que possam ter restrições de locomoção.

Conclusão e próximos passos

Depois de aprovado na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, o projeto seguirá para análise mais detalhada nas comissões de Administração e Serviço Público, e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Se tudo ocorrer como previsto, este projeto ajudará a equalizar as oportunidades em concursos públicos federais.

Veja também:

Titulares do BPC vão ter pagamentos de R$ 2824 em maio? Saiba mais sobre o reajuste!

A relatora do projeto, deputada Laura Carneiro, ressalta que esta medida não coloca as mulheres em vantagem. Na realidade, oferece a justa compensação em um período que requer maior cuidado e apoio.

  • Garantia de direitos às mulheres gestantes e puérperas em concursos públicos.
  • Realização de provas em segunda chamada mediante comprovação médica.
  • Possibilidade de realização de provas de forma remota.

Com estas medidas, espera-se que mais mulheres possam continuar a investir em suas carreiras profissionais mesmo durante um período tão transformador como a maternidade.

Imagem: Peter Schulzek / Shutterstock.com