Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Polícia prende casal que fazia esquema de fraude de investimentos

0

Na última segunda-feira (21) a Polícia Federal deu início à operação Bad Bots no Paraná. O objetivo era acabar com um esquema de fraude de investimentos em criptomoedas, realizado por um casal. Sendo assim, a Polícia prendeu os suspeitos, que são acusados de roubar R$ 6 milhões em 2019, por meio da venda de pacotes de um falso robô trader de ativos digitais. E assim, o casal enganou mais de 3 mil clientes.

É provável que você também goste:

Novo golpe envia falsa guia do Simples Nacional; veja como se proteger

Cuidado: Receita alerta sobre golpes que prometem regularizar CPF

Polícia prende casal que fazia esquema de fraude de investimentos

Em suma, o casal operava uma empresa que prometia rendimentos surreais aos clientes, por meio de um suposto robô de investimentos automatizados em criptomoedas. Em comunicado, a PF disse que o casal também realizava práticas típicas de pirâmides financeiras para fazer o negócio aumentar. Assim, as vítimas ganhavam retornos ainda maiores para quem trouxesse mais investidores para a empresa.

A operação Bad Bots movimentou 15 policiais federais, e realizou os mandados de prisão preventiva e temporária contra o casal que tinha um esquema de fraude. Os dois líderes praticaram crimes contra a economia e contra o sistema financeiro nacional, estelionato, formação de quadrilha e lavagem de capitais.

O casal tinha um site da empresa, na qual mostravam falsos resultados gerados pelo robô trader. Com números volumosos e rendimentos surreais que eram explicados por investimentos em criptomoedas, o casal atraiu mais de 3 mil pessoas em 2019.

Assim, o esquema de fraude prometia falsos benefícios, como viagens, itens de luxo, entre outras ofertas. Enquanto isso, o robô “fazia o dinheiro dos investidores render”. Ao final, os clientes percebiam o golpe quando os saques eram bloqueados. Após fazer um grande número de vítimas, a empresa fechou, e foi aberta com novos CNPJs.

Diante disso, a estimativa é que o esquema de fraude prejudicou mais de 3 mil pessoas, e o prejuízo é de cerca de R$ 6 milhões. A partir da prisão do casal, a Polícia espera recuperar parte do dinheiro para o ressarcimento dos clientes lesados.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitterTwitchInstagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Antonio Guillem / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar