Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Postos terão duas formas de expor preço de combustível

0

A Resolução nº 858/2021, da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) determina que os revendedores de combustíveis de todo o Brasil devem exibir os preços apenas com duas casas decimais e não como acontecia até agora, com três.

O prazo para as revendedoras se adequarem foi até segunda-feira (2) e a medida entrará em vigor a partir do dia 7.

É provável que você também goste:

Preço da gasolina sobe pela 3ª vez seguida. Confira os valores

Gasolina passa dos R$ 7,20 e tem preço mais alto registrado pela ANP

Com a alta dos combustíveis, é melhor abastecer com etanol ou gasolina?

Objetivo da mudança

Segundo informado pela ANP no dia 2, o objetivo da nova determinação é que o preço do combustível fique mais claro para o consumidor, ajustado com a expressão numérica da moeda brasileira.  Tanto no painel de preços, quanto nos visores das bombas abastecedoras, os preços deverão estar expostos com duas casas decimais.

Contudo, nas bombas, de acordo com a ANP, ainda será permitido manter o terceiro dígito, contanto que seja zero e no momento do abastecimento fique travado. A agência compreende que, dessa maneira, não será preciso a troca dos módulos das bombas pelos postos, pois acarretaria mais custos aos agentes econômicos.

Dessa forma, como a terceira casa decimal estará zerada e travada, o entendimento é que não gerará dúvidas, cumprindo o objetivo de informar o valor de forma clara aos consumidores.

Impacto no valor final

A ANP avaliou que o valor final dos preços dos combustíveis não será impactado com a mudança, já que ela não acarretará custos significativos aos revendedores, nem limitações aos preços empregados.

Alta dos combustíveis

De acordo com o levantamento semanal realizado pela ANP em 418 cidades brasileiras, entre 24 e 30 de abril, a alta dos combustíveis se deu da seguintes forma:

  • O preço do biocombustível passou de R$ 5,496 por litro para R$ 5,539/L na média nacional – alta de 0,78%.
  • O preço da gasolina foi de R$ 7,270/L para R$ 7,283/L – alta de 0,18%. 

Dessa forma, os preços dos combustíveis demonstram um recorde nominal desde o início da série história, em 2004.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o  Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Pavel Kubarkov / Shutterstock.com

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar

Fechar