Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Procon cobra Mercado Livre por vender produtos ilícitos

Para o Procon-SP e a Polícia Cívil, é obrigação do Mercado Livre ter um maior controle sobre os itens em venda

0

Na última quinta-feira (19), o Procon-SP e a Polícia Cívil se reuniram com um representante do Mercado Livre. O motivo é explicar a oferta de mercadorias ilícitas na plataforma. Diante disso, a empresa precisa explicar, também, quais as ações que tem adotado para combater a prática. 

Tribunal de Contas da União aprova o edital do leilão do 5G

Procon cobra Mercado Livre por vender produtos ilícitos

Em suma, para as instituições, é obrigação do Mercado Livre ter um maior controle sobre os itens em venda. De acordo com o Procon, “toda a cadeia de fornecedores responde solidariamente pelo produto ou serviço comercializado”. 

Seja membro

Segundo um comunicado do Mercado Livre, a empresa “trabalha de forma incansável para combater o mau uso da sua plataforma. A partir de ações proativas para identificar e excluir vendedores em desacordo” com os Termos de Condições e Uso.

Além disso, o Mercado Livre diz que em 2020, desativou mais de 47 mil vendedores ilegais. “Hoje, dos mais de 451 mil anúncios postados a cada hora. Cerca de 90% dos anúncios irregulares são identificados pelo nosso próprio sistema”, diz a empresa.

A plataforma também diz que “Somente entre janeiro e agosto, mais de 30 milhões de anúncios foram excluídos, antes mesmo de subirem na plataforma”. A empresa também relatas que conta com uma equipe com “mais de 250 pessoas no Brasil”. Assim, busca achar as ofertas ilegais de produtos.

O Mercado Livre também explica que “Devido ao cadastro obrigatório dos vendedores, a plataforma pode fornecer às autoridades, dados relevantes para a identificação de usuários”. Por fim, a empresa diz que “qualquer usuário” pode denunciar os anúncios irregulares. Para isso, basta clicar no botão “denunciar”, que está em todos os itens disponíveis para a venda.

Enfim, gostou da matéria?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Alison Nunes Calazans / shutterstock

Comentários do Facebook

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.