Grupo ‘Pretos no Enem’ reúne voluntários que pagam a taxa de inscrição. Saiba como participar

0

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tem movimentado muitas discussões recentes. Em um primeiro momento, em relação ao adiantamento, que foi conquistado pelos estudantes. Agora, um grupo de pessoas estão envolvidas em um novo objetivo: o Pretos no Enem, projeto que busca voluntários para pagar as inscrições do Enem de estudantes negros que, neste momento, não têm condição de pagar os R$ 85 exigidos pelo Ministério da Educação (MEC) para fazer o cadastro.

A ação surgiu pela iniciativa da podcaster e publicitária Lyara Vidal, que anunciou a ideia em sua conta pessoal do Twitter na última terça-feira (2). E a convocação deu supercerto: em dois dias, o projeto já tinha mais de 6 mil voluntários para a causa. De acordo com a criadora do Pretos no Enem, estima-se que cerca de 300 mil pessoas negras não fariam o Enem pela falta do pagamento do boleto. Lembrando que a isenção, que pode ser requisitada pelo Inep, não é oferecida para todos que a solicitam.

Veja, a seguir, como fazer parte desse projeto importante, principalmente no momento atual, de discussão sobre ações afirmativas antirracistas. Além disso, se você conhece alguma pessoa que pode ser beneficiada pelo projeto, também é possível fazer essa indicação.

É provável que você também goste:

Cielo oferece dezenas de vagas de emprego em Home office

Intercel em Dobro: operadora do Banco Inter libera promoção com planos em dobro

Inscritos no Cadastro único, Bolsa Família e BPC estão liberados de pagar a conta de luz

Como funciona o projeto Pretos no Enem?

Quando o projeto foi criado por Lyara, ao lado do amigo Luan Alencar, eles não imaginavam que a ação tomaria tanta proporção. De fato, no momento, são cerca de 8 mil pessoas interessadas em realizar o pagamento do boleto de inscrição para jovens negros. Assim, por meio do preenchimento de um formulário, qualquer pessoa pode se tornar apto a ajudar no projeto Pretos no Enem.

A ideia desse movimento tão importante surgiu após as manifestações antirracistas que ganharam força nos últimos dias nos EUA e também no Brasil, após o assassinato de George Floyd. Dessa forma, o projeto busca garantir o acesso a estudantes negros no ensino superior brasileiro, uma forma importante de oferecer a essas pessoas a chance de acessar espaços majoritariamente brancos.

Saiba como fazer parte da iniciativa

Apesar de o projeto já ter conquistado um número significativo de padrinhos, ainda é preciso de mais pessoas. Afinal, são cerca de 300 mil jovens que podem ser beneficiados pela iniciativa. Dessa forma, se você deseja fazer parte, ainda é tempo. Para isso, acesse o site do projeto e clique em “Quero participar”. Se você deseja ter mais informações sobre o projeto, pode acessar o instagram @pretosnoenem.

Além disso, a iniciativa também pede o envio do contato de estudantes negros em situação de vulnerabilidade social que possam se beneficiar com o projeto. Assim, caso você conheça algum estudante que possa receber o apoio do Pretos no Enem, basta enviar um e-mail para pretosnoenem@gmail.com com o maior número de informações possível.

5,7 milhões de inscrições confirmadas para o Enem 2020

Segundo o Inep, cerca de 5,7 milhões de pessoas já confirmaram sua inscrição para o Enem 2020, incluindo aqueles que obtiveram a isenção do pagamento. Além disso, o Inep também informou que os candidatos que não fizeram a solicitação da isenção, mas que se encaixam em um dos critérios para o benefício, poderão ter direito a ele mesmo sem a solicitação formal.

Entretanto, existem milhares de estudantes, segundo os criadores do Pretos no Enem, que mesmo estando em vulnerabilidade social, não conseguiram atender a todas as especificidades do programa. Para essas pessoas, iniciativas como essa são extremamente importantes. A ideia é que o apadrinhamento, por meio de voluntários, possa auxiliar esses brasileiros a terem o mesmo acesso e direito de realizar a prova.

Em tempos de manifestações e postagens contra racismo nas redes sociais, essa é uma forma efetiva de ajudar e fazer a diferença. Acesse o Pretos no Enem e torne-se um padrinho, ou compartilhe esse artigo com o máximo de pessoas que conseguir.

Enfim, gostou da matéria sobre o projeto Pretos no Enem?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: Daniel M Ernst via Shutterstock

Comentários
Carregando...

Este website usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Leia Mais