Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Proposta que isenta veículos com mais de 20 anos avança no Senado; saiba mais

O Senado Federal discutiu nesta semana uma PEC que propõe a isenção de IPV dos veículos fabricados há mais de 20 anos. Confira!

Na última quarta-feira (28), o Plenário do Senado Federal discutiu uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) com o objetivo de isentar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de veículos fabricados há mais de 20 anos.

Dessa forma, saiba mais informações sobre o que diz o texto e quais podem ser os impactos dessa PEC caso ela tenha a sua aprovação confirmada. Continue a leitura!

Senado discute PEC que isenta IPVA de veículos fabricados há mais de 20 anos

Parte frontal de vários veículos lado a lado em estacionamento
Imagem: Scharfsinn / shutterstock.com

A PEC 72/2023, relatada pelo senador Marcos Rogério (PL-RO) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), recebeu parecer favorável. Ela menciona a reforma tributária que instituiu a cobrança de IPVA para veículos aquáticos e aéreos, anteriormente isentos de tal tributação.

Segundo o relatório apresentado, espera-se que a isenção resulte em perda de arrecadação para Minas Gerais, Pernambuco e Santa Catarina. São, portanto, estados onde atualmente estes veículos não possuem imunidade tributária.

Ademais, em 2021, a frota de veículos com 20 anos ou mais de fabricação atingiu a marca de 3,6 milhões de unidades no Brasil em decorrência da pandemia de COVID-19. Isso representa um aumento significativo em relação aos 2,6 milhões registrados no ano anterior. Logo, isso está ligado ao aumento do preço dos automóveis e à queda do poder aquisitivo da população.

Saiba mais sobre a proposta

A intenção da PEC é assegurar principalmente à população de baixa renda, proprietária de veículos mais antigos, a capacidade de manter a posse desses bens sem que tenha que destinar uma parcela relevante de sua renda ao pagamento do IPVA. Esta foi a segunda sessão de discussão em primeiro turno da PEC.

Veja também:

Minha Casa, Minha Vida pode ganhar novo grupo prioritário; saiba mais

Ainda, de acordo com as normas do Senado, as propostas precisam passar por cinco sessões antes de serem votadas em primeiro turno e, em seguida, por mais três sessões em segundo turno. A aprovação do texto depende de um parecer favorável de ao menos dois terços dos senadores, ou seja, 54 votos, em ambos os turnos.

Imagem: Scharfsinn / shutterstock.com