Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

R$ 5,1 mil liberado na Caixa; saiba como se cadastrar e receber

Auxílio Reconstrução oferece R$5.100 para famílias afetadas pelas enchentes no RS. Veja como obter o benefício disponibilizado pela Caixa!

Iniciou-se nesta última segunda-feira (20) o importante processo de cadastramento destinado às famílias gravemente afetadas pelas recentes enchentes no Rio Grande do Sul. Desse modo, o governo federal anunciou a implementação do Auxílio Reconstrução.

Trata-se de um programa que promete amparar os desalojados e desabrigados através de um apoio financeiro singular. Sendo assim, haverá a disponibilização de um montante significativo de R$ 5.100 para cada família qualificada, em uma parcela única na Caixa Econômica Federal.

Ademais, há expectativa de que os repasses comecem ainda este mês. As vítimas das enchentes, que impactaram mais de 300 municípios do estado, já podem ser cadastradas por seus respectivos governos locais, a primeira etapa crucial para a obtenção do voucher.

Processo de cadastro para receber auxílio na Caixa

Fachada de uma unidade da Caixa Econômica Federal
Imagem: SERGIO V S RANGEL / Shutterstock.com

Primeiramente, as prefeituras são as responsáveis pela inscrição das famílias afetadas. Essas devem fornecer dados como o nome e CPF do chefe da família, preferencialmente uma mulher, além das informações de todos os membros do núcleo familiar.

Há um formulário específico para esse fim, já disponível desde o início do programa. Adicionalmente, os municípios precisam enviar uma lista de ruas inundadas ou danificadas para complementar o registro. A partir do dia 27 de maio, os responsáveis pelas famílias cadastradas deverão acessar o site oficial do Auxílio Reconstrução para confirmar os dados informados pela prefeitura.

Este passo é essencial para a continuidade no processo de qualificação para o recebimento do auxílio. Após a validação das informações pelo responsável familiar, o governo realizará uma verificação cruzada com outros bancos de dados federais para assegurar a elegibilidade ao benefício. Este processo é decisivo para a liberação do pagamento.

Quando e como ocorrerá o pagamento?

Embora o Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional não tenha confirmado uma data exata para o início dos pagamentos, a expectativa é que os fundos sejam liberados logo após a conferência e aprovação dos dados.

A Caixa Econômica Federal será a instituição responsável por administrar o pagamento, depositando diretamente nas contas dos beneficiários ou através de uma Poupança Social Digital, acessível pelo aplicativo Caixa Tem.

Veja também:

Receita pagará maior lote de restituição do IR da história; saiba mais

A medida, apesar de ser uma intervenção de emergência, é um passo significativo na direção da reconstrução das áreas e vidas afetadas pelo desastre natural. Com a previsão de chegada das verbas, resta às famílias afetadas organizarem-se para a retomada de suas rotinas. Assim, esperando que este auxílio possa servir como um catalisador na mitigação das dificuldades enfrentadas.

Imagem: rafastockbr / shutterstock.com