Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Restituição do Imposto de Renda: saiba como consultar seu pagamento

Veja como consultar sua restituição do Imposto de Renda. Siga os passos e acesse seu pagamento de forma simples.

À medida que o prazo final para a declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) 2024 se aproxima, muitos contribuintes começam a planejar a melhor forma de receber a restituição.

É essencial estar ciente de que, caso você tenha pago mais imposto do que o necessário durante o ano-base, tem direito à restituição. Esses valores são devolvidos diretamente na sua conta bancária ou por meio do Pix, processo que já começa logo após a data de entrega dos informes fiscais.

Quais são as datas importantes para a restituição do IR?

Leão símbolo do Imposto de Renda ao lado de notas de 50 e 100 reais adicionadas à imagem via edição.
Imagem: SteffenTravel / Shutterstock.com

Um dos pontos mais importantes para quem espera pela restituição do Imposto de Renda é conhecer o calendário oficial. Em 2024, a Receita Federal inicia a distribuição dos lotes no dia 31 de maio. Confira as datas importantes:

LoteData de Pagamento
1° Lote31 de maio
2° Lote28 de junho
3° Lote31 de julho
4° Lote30 de agosto
5° Lote30 de setembro

Para realizar a consulta de sua restituição, basta acessar o site da Receita Federal. Lá, você deverá fornecer seu CPF, data de nascimento e o ano da declaração.

Além disso, para uma verificação mais profunda, você pode utilizar a ferramenta “Meu Imposto de Renda”, disponível tanto no web service e-CAC quanto nas plataformas mobile para iOS e Android.

Qual a ordem de prioridade para o pagamento das restituições?

A Receita Federal estabelece uma ordem preferencial para o pagamento das restituições do Imposto de Renda:

  1. Idosos acima de 80 anos;
  2. Indivíduos acima de 60 anos, com deficiência ou moléstias graves;
  3. Contribuintes que têm como principal fonte de renda o magistério;
  4. Contribuintes que declaram via formulário pré-preenchido ou optaram pelo Pix para restituição;
  5. Demais contribuintes.

É relevante verificar com atenção todas as informações preenchidas na sua declaração para evitar atrasos na restituição ou possíveis problemas com a Receita. Qualquer erro ou inconsistência pode atrasar a liberação dos valores e inserir o contribuinte na malha fina, o que certamente adiciona uma camada de complicação desnecessária ao processo.

Veja também:

Estados Unidos vão ajudar pequenas empresas de Cuba, entenda!

Por fim, para aqueles que estarão declarando o IR pela primeira vez ou têm dúvidas adicionais, várias plataformas online disponibilizam guias práticos e ebooks atualizados. Essas ferramentas são essenciais para entender melhor todo o contexto do Imposto de Renda e garantir que sua experiência com a Receita Federal seja a mais tranquila possível.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com