Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Saiba quanto tempo falta para você se aposentar e entenda as regras de transição

Novas regras para a aposentaria passam a valer a partir deste ano e brasileiros precisam ficar atentos. Confira!

A mudança de ano trouxe consigo uma atualização nas regras de transição para solicitar a aposentadoria, previstas na Reforma da Previdência. Esta reforma, formalizada pela Emenda Constitucional 103 de novembro de 2019, faz com que seja fundamental estar a par das novas exigências para solicitar o benefício. 

Para facilitar este processo, as informações necessárias estão disponíveis de forma simples e direta através da ferramenta Meu INSS. O portal online também permite realizar simulações de aposentadoria, levando em consideração as diferentes regras de idade e tempo de contribuição.

Requisitos de aposentadoria 

A regra atual determina que mulheres se aposentem com idade mínima de 62 anos, além de terem pelo menos 15 anos de contribuição. Já para os homens, é necessário ter 65 anos de idade e 20 anos de contribuição. 

Porém, para aqueles que já contribuíam para o INSS antes da aprovação da reforma, em novembro de 2019, estabeleceu-se um regime de transição. Este regime envolve mudanças anuais, até 2031, nas regras para aposentadoria. 

Veja também:

Itaú fará grande pagamento em 1º de fevereiro; saiba se você vai receber

Com a chegada de 2024, as mulheres devem agora ter pelo menos 58 anos e 6 meses de idade para se aposentar, enquanto os homens devem ter no mínimo 63 anos e 6 meses. Ademais, o tempo mínimo de contribuição passa para 30 anos para as mulheres e 35 para os homens.

Papel com a palavra "aposentadoria" colocado em cima de uma carteira de trabalho, uma calculadora e uma nota de cem reais.
Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com

Como acessar o Meu INSS?

Para acessar os serviços do Meu INSS, é preciso criar um login e senha. O acesso pode ser feito por meio do site ou do aplicativo, de forma gratuita. 

A ferramenta apresenta informações detalhadas sobre cada modalidade de aposentadoria. Contudo, é importante salientar que a simulação não garante direito à aposentadoria. Isso ocorre porque algumas informações podem não ser inclusas ou alteradas durante o processo. Logo, é crucial conferir o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) e verificar se os registros estão corretos.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / shutterstock.com