Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Salário-família do INSS: veja se você preenche os requisitos para ter direito

Descubra se você tem direito ao Salário-Família do INSS. Confira os requisitos e benefícios disponíveis agora mesmo.

No cenário econômico atual, diversos benefícios são fundamentais para o sustento de famílias brasileiras, sendo o salário-família uma dessas ajudas essenciais. Vinculado aos trabalhadores de baixa renda, este benefício visa dar um suporte financeiro para aqueles que possuem filhos ou dependentes de até 14 anos, ou que sejam inválidos, sem limite de idade.

Criado em 1963, através da lei 4.266, o salário-família é reajustado anualmente pelo governo federal. Para ter acesso, os ganhos mensais do trabalhador não podem ultrapassar um determinado teto, que em 2023 era de R$ 1.754,18. Portanto, é essencial estar atento às atualizações, que geralmente são divulgadas em janeiro de cada ano.

Como funciona o pagamento do salário-família?

notas de dinheiro dentro de bolso de calça
Imagem: Alison Nunes Calazans / Shutterstock.com

Cada dependente apto dá direito ao recebimento do valor do benefício, que em 2023 ficou estipulado em R$ 59,82 por pessoa. Trabalhadores que atuem com carteira assinada ou como domésticos devem receber o salário-família através do empregador, enquanto os autônomos devem procurar o sindicato ou organismo de classe correspondente para solicitar esse benefício.

Veja também:

Cashback da reforma tributária pode ser ampliado; entenda

O público-alvo do salário-família são trabalhadores que possuem rendimento mensal abaixo de um certo limite estipulado pelo governo. Além disso, é necessário que os beneficiários tenham filhos ou dependentes com menos de 14 anos, ou que sejam inválidos. Mesmo casos específicos como de pais divorciados ou que não possuem a guarda legal pode pleitear o benefício para seus dependentes.

Quais documentos são necessários para solicitar o benefício?

  • Documento de identificação com foto e CPF.
  • Carteira de trabalho (para registro inicial).
  • Certidão de nascimento dos dependentes.
  • Caderneta de vacinação ou equivalente para menores de seis anos.
  • Comprovação de escolaridade para dependentes entre 7 a 14 anos.
  • Inquérito que comprove a invalidez do dependente, se aplicável.
  • Outros documentos podem ser requisitados dependendo da situação específica (como documentação que comprove guarda legal ou dependência econômica).

Esses documentos devem ser apresentados ao empregador, ao sindicato ou, em algumas situações, diretamente ao INSS, dependendo do modelo de trabalho do solicitante. O salário-família é mais do que apenas um benefício: é um direito que auxilia muitas famílias a proverem uma vida mais digna e confortável para seus filhos e dependentes.

Imagem: Leonidas Santana / shutterstock.com