Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Se estas coisas acontecerem o seu relacionamento irá virar união estável; confira

Saiba mais sobre os 6 motivos comuns que podem levar qualquer relacionamento a se tornar uma união estável!

Muitas pessoas se questionam sobre o momento em que um namoro se transforma em uma união estável. É essencial conhecer os elementos que caracterizam esse tipo de relacionamento, principalmente porque ele traz implicações legais que aproximam os direitos de um casal aos de pessoas casadas oficialmente.

Dessa forma, aqui estão alguns motivos comuns que podem levar qualquer casal a se enquadrar nesse tipo de vínculo. Continue a leitura para mais informações!

O que é união estável?

Mãos de um casal se entrelaçando, em alusão ao conceito de união estável.
Imagem: fizkes / shutterstock.com

A união estável é reconhecida quando um casal mantém um relacionamento contínuo e duradouro com o objetivo de constituir família.

Importante destacar que, diferentemente do casamento civil, esse tipo de união não exige formalidades como um documento assinado ou uma cerimônia.

Quais são os motivos que levam a uma união estável, afinal?

Portanto, confira abaixo 6 motivos que podem caracterizar a relação entre um casal como uma união estável.

1. Convivência prolongada

O primeiro motivo que pode levar um relacionamento a se tornar uma união estável é a convivência prolongada entre o casal. Não há um prazo específico definido por lei, mas geralmente é necessário que o casal viva junto por um período significativo de tempo, demonstrando uma relação de comprometimento e estabilidade.

2. Compartilhamento de despesas e recursos

O compartilhamento de despesas e recursos financeiros é outro indicativo de união estável. Quando um casal divide as contas da casa, as despesas do dia a dia e até mesmo adquire bens em conjunto, isso demonstra um comprometimento mútuo e uma intenção de construir uma vida em comum.

3. Apresentação como casal perante a sociedade

Quando o casal tem o reconhecimento pela sociedade como uma unidade familiar, pode-se de considerar isso um indício de união estável. Sendo assim, inclui-se a apresentação como casal em eventos sociais, celebrações familiares e outras situações onde a presença conjunta é esperada e reconhecida.

4. Filhos em comum

A presença de filhos em comum é um forte indicativo de união estável. Quando um casal decide ter filhos e assume responsabilidades parentais compartilhadas, isso demonstra um compromisso de longo prazo e uma intenção de formar uma família.

5. Registro de relacionamento em documentos oficiais

Ainda, o registro do relacionamento em documentos oficiais, como contratos de aluguel, declarações de imposto de renda ou seguros de vida, pode ser considerado como prova de união estável perante a lei.

Veja também:

Vai viajar? Confira como o cartão internacional do C6 Bank funciona

6. Intenção de constituir família

Por fim, a intenção mútua de constituir uma família é um dos principais fundamentos desse tipo de união. Quando um casal compartilha planos de futuro, sonhos e objetivos em comum, isso evidencia um comprometimento emocional e afetivo de longo prazo.

Imagem: fizkes / shutterstock.com