O Sebrae-SP se uniu às fintechs BizCapital e Nexoos para viabilizar o Programa de Crédito Retomada, uma iniciativa inédita reunindo tecnologias inovadoras que certamente fará os recursos chegarem mais rápido para empresas que buscam financiamento nesse período. O Programa prevê condições facilitadas, com carência de seis meses, prazo de pagamento de até quatro anos e taxas de juros de 0 a 0,7% ao mês. Criado para ajudar o pequeno empreendedor na superação dos impactos causados pela crise da Covid-19, a expectativa é atender, primeiramente, cerca de três mil empresas, com desembolso total de R$ 50 milhões. Todo o processo de solicitação do empréstimo é feito online, sem burocracia e sem exigências de bens ou imóveis como garantias.

É provável que você também goste:

Claro, Vivo e TIM apresentam oferta vinculante para compra da Oi Móvel

Operadoras de telefonia agora vão ajudar a subir o Score de Crédito do consumidor

Auxílio emergencial: Várias contas do Caixa Tem foram bloqueadas por suspeita de fraude

Levar crédito barato ao empreendedor é um objetivo do Sebrae-SP

Uma pesquisa do Sebrae mostrou que 87% dos pequenos negócios registraram queda de faturamento mensal por conta da pandemia. “Uma crise como essa que estamos vivendo muitas vezes coloca em risco o trabalho e esforço de anos do empreendedor. Por isso, unimos forças para levar crédito acessível e orientação para o pequeno empreendedor e mostrar que ele não está sozinho. Vamos estar ao lado dos empreendedores e apoiá-los de forma urgente, efetiva e desburocratizada para sobrevivência no contexto da crise”, destaca o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit.

Para trazer essa agilidade e desburocratização para o processo, o Sebrae-SP se aliou às fintechs, startups que aplicam alta tecnologia em soluções voltadas para o mercado financeiro. Dessa forma, o empreendedor terá a liberação do crédito na conta em até sete dias e todo o processo acontecerá online, na plataforma das fintechs.

“Nosso público precisa sentir confiança na hora de fazer uma solicitação e rapidez em todo o processo. Sabemos que manter um negócio propõe desafios e esse momento não pode ser mais um deles. Entendemos bem a urgência de quem precisa do nosso apoio”, explica Francisco Ferreira, sócio-fundador da BizCapital. “Essa parceria com o Sebrae fomenta e potencializa ainda mais o pequeno negócio, que neste momento está precisando de muita ajuda”, ressalta.

“Criar parcerias como esta, que levam recursos para as empresas, em momentos como este, com agilidade, segurança e juros baixos, por meio de um processo sem burocracia, é dar confiança e suporte financeiro às PMEs quando elas mais precisam”, afirma Daniel Gomes, CEO e cofundador da Nexoos. “Esta é uma das grandes missões da Nexoos; por isso nos aliamos ao Sebrae: vamos ajudar os empreendedores a se reerguerem no momento da retomada”, comemora.

Como vai funcionar

A operação do Programa de Crédito Retomada será feita pelas fintechs, e o Sebrae-SP vai atuar como orientador. Todos os participantes do programa serão acompanhados por especialistas, por meio de consultorias individuais e encontros coletivos remotos. “Vamos agregar todo o nosso conhecimento em educação empreendedora para avaliar o uso do crédito e ajudar na busca de soluções para a sobrevivência e evolução do negócio”, afirma Wilson Poit.

O programa é voltado para os Microempreendedores Individuais (MEI), Produtores Rurais e Microempresas (ME) com sede no estado de São Paulo, criadas há mais de 12 meses, e com necessidades de recursos para amortecer os impactos da crise.

Os MEI e Produtores Rurais terão acesso a até R$ 20 mil, com juro zero. Já as Microempresas terão um limite de até R$ 60 mil com taxas de 0,35% a 0,7% ao mês. Além disso, o pagamento terá carência de seis meses. No total, o empreendedor terá de 36 a 48 meses para quitar o valor emprestado.

Além da parceria com as fintechs, o programa prevê a participação das adquirentes, maquininhas de cartão de crédito, na concessão dos empréstimos. Dessa forma, o programa aproveitará a capilaridade e o relacionamento com os pequenos negócios.

Por fim, o valor poderá ser usado para capital de giro, pagamento de salários atrasados, de contratos e aluguel, dentre outras necessidades atreladas ao negócio do pequeno empreendedor. O crédito será liberado em duas parcelas e, será necessário comprovar o uso dos recursos no próprio negócio. Os interessados no programa podem se cadastrar no site: www.creditoretomada.com.br.

Sobre a Nexoos

A Nexoos é uma das mais relevantes fintechs de crédito para PMEs no Brasil, e opera por meio do modelo marketplace lending, que conecta empresas com as melhores fontes de capital para seu crescimento. Tem mais de R$ 310 milhões em créditos financiados por uma base de mais de 50 mil investidores. Em agosto de 2019 foi a primeira instituição financeira e fintech a realizar uma operação no modelo SEP (Sociedade de Empréstimos entre Pessoas) no país. Com mais de 300 mil PMEs analisadas até o momento, o objetivo da Nexoos é oferecer as melhores soluções financeiras para que empresas de todo o país consigam impulsionar o crescimento de seus negócios.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem destacada: mavo, via Shutterstock.

Sobre o Autor

Jadre Marques Duarte Junior

Redator-chefe

Graduado em Administração de Empresas pela UFRGS. Apaixonado por marketing, comunicação e finanças, possuo mais de 8 anos de experiência na área de T.I. aplicada a serviços financeiros.

Ver todos os artigos