Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Segunda parcela do Auxílio Emergencial foi CANCELADA pelo governo?

0

Mensagens que circulam pelas redes sociais, principalmente pelo WhatsApp, informam que a segunda parcela do Auxílio Emergencial teria sido cancelada pelo governo. O motivo do suposto cancelamento seria a falta de dinheiro para pagamento do benefício, afinal muitas pessoas ainda não receberam nem a primeira parcela. Mas será que é verdade que a segunda parcela do Auxílio Emergencial de R$ 600 foi cancelada? Confira nessa matéria.

É provável que você também goste:

Com saída de Moro, dólar dispara e ultrapassa os R$ 5,70

Magalu e SEBRAE vão ajudar pequenos empreendedores durante a crise

Pente-fino no Auxílio Emergencial: benefício pode demorar mais 10 dias para ser liberado

O que dizem as mensagens?

Confira abaixo algumas da versões dessa informação que têm assustado muitas pessoas.

Versão 1: “URGENTE: Governo afirma não ter dinheiro e suspende pagamento do auxílio emergencial.”

Versão 2: “REVOLTANTE! CAIXA ANUNCIA O CANCELAMENTO DA SEGUNDA PARCELA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 600,00.”

Versão 3: “Governo cancela o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial.”

Versão 4: “URGENTE: CAIXA NÃO TEM MAIS DINHEIRO PARA PAGAR AUXÍLIO EMERGENCIAL.”

A segunda parcela do Auxílio Emergencial foi realmente cancelada pelo governo?

Felizmente, essa informação é FALSA. Ao menos por enquanto, o governo vai sim pagar a segunda parcela do Auxílio Emergencial. O que aconteceu nesse caso foi uma interpretação equivocada de uma informação verdadeira.

Na verdade, o Governo Federal cancelou o ADIANTAMENTO da segunda parcela do Auxílio Emergencial. Ou seja, disse que pagaria antecipadamente a segunda parcela, mas voltou atrás. Segundo nota oficial do Ministério da Cidadania, um dos motivos do cancelamento do adiantamento seria o fato de muitos beneficiários ainda não terem recebido a primeira parcela.

Confira a seguir a nota oficial emitida pelo Ministério da Cidadania:

“Tanto o Ministério da Cidadania quanto a Caixa manifestaram seu desejo de antecipar o pagamento da segunda parcela. No entanto, devido ao alto número de informais cadastrados e a determinação do governo em não deixar ninguém para trás, todas as expectativas foram superadas e tornou-se imperativo solicitar crédito suplementar para poder completar o atendimento a todos. Cabe registrar que o recurso disponível para cada uma das três parcelas é de R$ 32,7 bilhões, já foram transferidos R$ 31,3 bilhões, e ainda serão avaliados cerca de 12 milhões de cadastros para a primeira parcela.

Recebemos uma recomendação da Controladoria Geral da União (CGU) a este respeito. O Governo Bolsonaro tem como marca a responsabilidade fiscal e o cumprimento de todas as normas legais. Por essa razão, o Ministério da Cidadania produziu nesta data uma nota técnica e já solicitou ao Ministério da Economia a previsão para uma suplementação orçamentaria o mais rápido possível. Em virtude disso, por fatores legais e orçamentários, pelo alto número de requerentes que ainda estão em análise, estamos impedidos legalmente de fazer a antecipação da segunda parcela do Auxílio-Emergencial.

É importante frisar que o objetivo é garantir o atendimento a todas as pessoas elegíveis de acordo com a lei aprovada. Desta forma, após a definição da suplementação orçamentária a ser feita pelo Ministério da Economia, iremos completar o atendimento da primeira parcela e anunciar o calendário de pagamento da segunda parcela do Auxílio-Emergencial no mês de maio. Todos os que forem elegíveis de acordo com a lei irão receber.”

Enfim, a informação de que a segunda parcela do Auxílio Emergencial foi cancelada pelo governo é FALSA. Por enquanto, a segunda parcela deverá sim ser paga pelo governo federal, mas em data ainda não definida.

Enfim, gostou da matéria?

Então, siga o nosso canal do YouTube, e nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais, empréstimos e matérias relacionadas ao assunto de fintechs.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...