Pela quinta vez consecutiva, o Copom – Comitê de Política Monetária, decidiu baixar a taxa básica de juros – Selic de 4,5% para 4,25%. Com essa decisão, a taxa Selic atinge novamente uma mínima histórica, sendo o menor patamar desde 1999, quando o Brasil adotou o regime de metas para a inflação. Infelizmente, fica cada vez mais difícil investir em renda fixa, pois todos os títulos públicos indexados à taxa Selic, bem como quaisquer aplicações financeiras, passam a oferecer uma remuneração menor. Dessa forma, a poupança e a NuConta – a conta de pagamentos do Nubank, foram impactadas novamente com a redução na taxa de juros básica da economia. Aqui nesta matéria, saiba quanto vai render R$ 1.000 na poupança e na NuConta.

É provável que você também goste:

next vai se separar do Bradesco totalmente até o fim do primeiro semestre de 2020.

ELO e Getnet lançam cartão de crédito sem anuidade e sem consulta ao SPC e Serasa.

Nubank alerta sobre golpes com uso indevido da marca nas redes sociais

Selic caiu para 4,25%: quanto rende R$ 1 mil na poupança e na NuConta?

Primeiramente, saiba que o Brasil já viveu um período com um pico da taxa Selic, de 14,25% ao ano entre os anos de 2015 e 2016. Naquela época, quando a taxa básica de juros estava na casa dos dois dígitos, todos os investimentos de renda fixa ofereciam uma alta rentabilidade. Agora, é bem mais complicado encontrar bons retornos.

Para não ficar no prejuízo, a única solução é diversificar os seus investimentos, e começar a pensar em renda variável, como aplicação na Bolsa de Valores. Neste cenário de Selic na mínima histórica, até os investimentos mais conservadores farão você “perder dinheiro”, pois a rentabilidade é corroída pela inflação. Todavia, nem todos os investidores possuem perfil com aceitação de risco nos investimentos.

Agora, com a nova taxa Selic em apenas 4,25% ao ano, todos os investimentos de renda fixa, inclusive a poupança e a NuConta do Nubank são impactados.

Na NuConta, impostos obrigatórios são cobrados dos rendimentos, e mesmo assim, ela é uma opção melhor que a poupança. O imposto de Renda e o IOF – Imposto sobre Operações Financeiras são aplicados sobre o rendimento bruto, e não sobre o valor inicial. O IOF é aplicado somente para resgates com período inferior a 30 dias de depósito.

Confira o rendimento da poupança e da NuConta com a nova taxa Selic de 4,25% ao ano (já deduzido o IR):

Poupança:

12 meses – R$ 1.031,50
24 meses – R$ 1.064,00
36 meses – R$ 1.097,51
48 meses – R$ 1.132,09
60 meses – R$ 1.167,75

NuConta:

12 meses – R$ 1.036,30
24 meses – R$ 1.076,45
36 meses – R$ 1.117,21
48 meses – R$ 1.159,77
60 meses – R$ 1.204,20

Considerações finais

Sem dúvidas, a NuConta continua sendo uma opção de investimento mais rentável que a poupança. Eu sugiro que você utilize a NuConta para deixar o dinheiro do mês e ganhar alguma rentabilidade com liquidez imediata.

Para investimentos pensando em manter o poder de compra a longo prazo, outras estratégias são necessárias. Por exemplo, você deve evitar títulos prefixados puros (sem indexação pelo IPCA) de longo prazo, na possibilidade de alta da Selic, pode ser um péssimo negócio.

A melhor estratégia é jamais colocar todos os ovos na mesma cesta. Comece a diversificar os seus investimentos, alocando uma boa parte do seu capital em renda fixa, mas investindo também em Fundos Imobiliários e renda variável.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter Instagram. Assim acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito digitais,  empréstimos e matérias relacionadas ao mundo de fintechs.

Imagem: rafapress via shutterstock.com