Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Cuidado: criminosos criam sites falsos para dar golpe de quem quer se tornar um MEI

0

Oficializar o trabalho como microempreendedor individual (MEI) se tornou a realidade de muitos brasileiros. Um dos motivos é a possibilidade de realizar o sonho de ter o próprio negócio, e até mesmo o desemprego serve como incentivo para quem quer empreender e arriscar criando sua própria empresa.

É provável que você também goste:

MEI: veja como parcelar o DAS em atraso

MEI do Caminhoneiro já está valendo; entenda como funciona

Empréstimo do BNDES libera até R$ 20 mil para MEIs

Ao realizar um cadastro no MEI, o empreendedor passa a ter direito à emissão de notas fiscais e acesso a facilidades oferecidas por bancos, entre outras vantagens. Muitos interessados em virar microempreendedor individual começam pelas buscas na internet. Todavia, a rede está cheia de golpistas subindo sites falsos, criados por estelionatários.

O auditor-fiscal da Receita Federal, Carlos Nacif, afirma que “nas plataformas de busca, se colocam muito bem ali para ter um certo destaque. E, com isso, às vezes o cidadão não tem a primeira opção com o site governamental”.

Fabio Assolini, analista sênior de segurança digital, explicou que o futuro MEI tem “que ficar alerta com o golpe do QR-Code. Isso é uma nova forma de pagamento que o PIX nos trouxe e que já está presente nas nossas contas de água, de telefonia, telefone celular, de energia elétrica”.

De acordo com Assolini, o fraudador pode criar uma conta falsa e enviá-la para o seu e-mail. “Na hora de pegar o seu celular e escanear aquele QR Code, ele vai informar qual conta será creditada. Essa conta deverá estar no nome da empresa de telefonia, de água ou de energia elétrica”, explica.

Passo a passo para abrir um MEI

Confira agora como o empreendedor autônomo pode abrir um MEI de forma prática, rápida, totalmente digital e segura:

  • Acesse o Portal do Empreendedor do Governo Federal;
  • Clique em “Quero ser MEI”;
  • Na página “Microempreendedor Individual”, clique na opção “Formalize-se”;
  • Faça login com sua conta Gov.br e clique em “Continuar”;
  • Preencha o cadastro com seus dados pessoais;
  • Complete os campos seguindo a atividade da sua empresa;
  • No quadro “Ocupações Secundárias”, você visualizará uma lista de atividades e poderá escolher até 15 itens relacionados ao seu trabalho para vincular à empresa. Marque uma opção e clique em “Inserir” para adicioná-la ao quadro do lado direito. Repita o processo até incluir todas as atividades que desejar. Caso queira excluir um item, basta selecioná-lo e clicar em “Remover”;
  • Marque o check “✓” nas declarações de desimpedimento de funcionamento e nos termos de responsabilidade. Prossiga no botão “Continuar”;
  • Confirme todos os dados;
  • Veja na tela a confirmação da criação do seu MEI e o número do seu CNPJ.

No campo “Próximos Passos”, clique em “Emitir CCMEI” para baixar o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual, documento que certifica a empresa como registrada no CNPJ. O arquivo será baixado imediatamente em formato PDF.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimosfintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Comentários do Facebook

- Publicidade -