Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Startup de compra e venda de smartphones usados recebe aporte de R$ 30 milhões

0

A partir de agora, seu telefone usado não precisa mais ficar parado no fundo da gaveta. Isso porque a startup Trocafone, que atua justamente na compra e venda de smartphones seminovos, acaba de receber um aporte de R$ 30 milhões. O valor é proveniente dos fundos Barn Investimentos, Bulb Capital e Wayra. Com isso, a capitalização da empresa chegou a R$ 200 milhões em 5 anos. 

É provável que você também goste:

Os 10 maiores aportes em startups brasileiras em 2020

PicPay é eleito melhor SuperApp e melhor fintech do Brasil pelo iBest

Como eu consegui atingir o limite de R$ 20 mil no Nubank?

A ideia agora é aumentar a equipe da startup, que atualmente tem 400 funcionários; além, é claro, de expandir o serviço Brasil afora. Outra questão a ser discutida é trazer o leasing de celulares, famoso nos EUA, para o país. Assim, o cliente pode comprar o celular no varejo em até 24 parcelas, financiando 70% do aparelho. Além disso, no final do contrato, é possível ficar com o aparelho e quitar os 30% restantes, ou até mesmo devolvê-lo para adquirir um aparelho novinho em folha.

Trocafone recebe aporte de R$ 30 milhões

O recebimento da nova rodada de investimento no valor de R$ 30 milhões feita pelos fundos Barn Investimentos, Bulb Capital e Wayra foi divulgado pela própria empresa. Assim, em cinco anos, esta é a sétima rodada recebida pela startup, somando a quantia de R$ 200 milhões. Com o recebimento do valor, a Trocafone deve expandir a oferta de serviços no Brasil e aumentar em 50% o tamanho da equipe.

Temos muitas oportunidades de crescimento no mercado e estamos apostando no lançamento de novos serviços. Além de revender smartphones seminovos, a Trocafone também está oferecendo aos clientes o seguro destes aparelhos contra queda acidental, roubo e furto. Outra novidade é o apoio aos serviços de leasing de celulares, muito comum nos EUA”

Guille Freire, CEO da Trocafone, em entrevista para o site Startupi.

Como funciona o leasing?

Como já explicado, com o leasing, o consumidor faz a compra no varejo e pode pagar em 24 parcelas, financiando 70% do valor. Dessa forma, ao chegar no final do contrato, é possível decidir entre devolver o aparelho e comprar outro, ou pagar os 30% restantes do valor. No caso de usar o smartphone na troca, o intermédio da operação é feito via plataforma da Trocafone. No entanto, segundo a Trocafone, para um programa deste tipo funcionar, é preciso que um parceiro seja responsável pelos aparelhos seminovos envolvidos no negócio.

Para 2021, a empresa também está estruturando o lançamento de uma nova frente de negócio. Esta será responsável pelo conserto express de smartphones e tablets, tornando possível que o cliente tenha seu aparelho arrumado em poucas horas. Fundada no Brasil em 2014 pelos empresários argentinos Guille Freire e Guille Arslanian, a Trocafone já vendeu mais de 1,4 milhões de aparelhos seminovos e viu as vendas dobrarem de volume durante a pandemia.

Enfim, gostou da matéria?

Então, nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o FacebookTwitter e Instagram. Assim você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos etc.

Imagem: Kostenko Maxim / Shutterstock.com

- Publicidade -

Comentários
Carregando...