Seu Crédito Digital
O Seu Crédito Digital é um portal de conteúdo em finanças, com atualizações sobre crédito, cartões de crédito, bancos e fintechs.

Tragédia no RS: governo anuncia linhas de financiamento

Governo Lula anuncia novas linhas de financiamento para empresas no Rio Grande do Sul para recuperá-las após a tragédia. Saiba mais!

Em um movimento para fortalecer a economia do Rio Grande do Sul após a tragédia, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou um conjunto de novas medidas financeiras. Este pacote tem como objetivo principal auxiliar variados setores por meio de facilitação de crédito, demonstrando um compromisso robusto com o desenvolvimento regional.

Assim, as iniciativas incluem linhas de financiamento que totalizam até R$ 15 bilhões do Fundo Social, destinadas a apoiar desde pequenas a grandes empresas. Saiba mais informações na sequência!

Como o novo pacote de apoio beneficia as empresas do RS?

Imagem de uma visão de cima da cidade de Canoas, RS, inundada pelas enchentes
Imagem: Reprodução / Gustavo Mansur / Palácio Piratini

Segundo o presidente Lula, a necessidade de implementar tais medidas surge como uma resposta a situações adversas enfrentadas pelo Rio Grande do Sul após a tragédia que o estado ainda enfrenta.

Sendo assim, segundo informações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), estão disponíveis:

  • Financiamento para aquisição de máquinas e serviços: taxa de 1% ao ano além de spread bancário, com prazo de 60 meses e carência de 12 meses;
  • Projetos de grande escala, incluindo construção civil: mesma taxa de juros com prazo estendido até 120 meses e carência de 24 meses;
  • Capital de giro emergencial: destinado especialmente a MPME com taxas variando de 4% a 6% ao ano além de spread, disponível por até 60 meses e com carência de 12 meses.

Ampliação no acesso ao crédito rural e apoio às cooperativas

Desse modo, o pacote de ajuda ao RS também inclui estratégias para fortalecer o crédito rural. Assim, trata-se de um aporte adicional de R$ 600 milhões no Fundo Garantidor de Operações (FGO). Esse movimento propicia maior segurança nas operações de crédito para pequenos e médios produtores rurais.

Adicionalmente, as cooperativas de crédito receberão autorização para atuar mais ativamente no Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Logo, isso irá gerar maior capilaridade no acesso ao crédito nas linhas de apoio disponibilizadas.

Saiba mais sobre outras medidas

Ademais, foi introduzida uma nova linha de crédito para o financiamento de pesquisas e projetos inovadores no Rio Grande do Sul. Gerenciada pela Financiadora de Estudos e Projetos, essa linha dispõe de até R$ 1,5 bilhão a taxas de TR+5%, contemplando projetos através de entidades como Banrisul e BRDE.

Veja também:

Taxação de 20% em compras internacionais é aprovada

Por fim, além desta linha, serão lançados editais de R$ 65 milhões para reparos emergenciais de equipamentos para centros de pesquisa e para pesquisadores.

Imagem: Reprodução / Gustavo Mansur / Palácio Piratini